Enfermeira Mônica Calanzans tomou a primeira dose da vacina em São Paulo (Reprodução/CNN)

Uma enfermeira de 54 anos que há oito meses na linha de frente do combate ao coronavírus foi a primeira brasileira a receber a dose da CoronaVac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

Mônica Calazans mora em Itaquera, na zona leste da capital, trabalha no Hospital Emílio Ribas e tem perfil de alto risco para complicações da Covid-19, sendo obesa, hipertensa e diabética.

A aplicação aconteceu neste domingo (17), logo após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovar o uso emergencial das CoronaVac e também da vacina de Oxford, da empresa AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.

Embora tivesse a opção de se afastar do trabalho justamente por pertencer ao grupo de risco, ela escolheu permanecer atuando diariamente contra a pandemia. A aplicação aconteceu diante do governador João Doria (PSDB).

Publicidade - Anuncie aqui