Problema atinge uma das extremidades da ponte na pista entre Itapira e Mogi Guaçu (ItapiraNews)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Uma das extremidades da ponte sobre a represa entre Itapira e Mogi Guaçu sofreu um grave processo de erosão em razão das recentes chuvas.

O local fica na Rodovia SPI-177/342, a antiga estrada vicinal entre Itapira e Mogi Guaçu, e está sinalizado apenas com cones de alerta.

O problema atinge a chamada ‘cabeceira’ em uma das extremidades da ponte. A parte do acostamento em um dos lados da pista, sentido Guaçu, afundou e a mureta de proteção lateral também se desprendeu.

Uma motorista que utiliza a rodovia diariamente entrou em contato com o Itapira News e demonstrou muita preocupação. “A situação está nos preocupando, a fenda da ponte está cada dia maior”, relatou, solicitando anonimato.

Ela afirmou ainda que tentou contato com o DER (Departamento do Estradas de Rodagem) – órgão responsável pela manutenção da rodovia – e que sua ligação foi transferida para cinco pessoas diferentes, sem conseguir falar diretamente com algum responsável sobre o trecho.

  • PROVIDÊNCIAS

A reportagem do Itapira News falou com a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Logística e Transportes. Em nota, a pasta informou que o DER vai executar os serviços de manutenção no local, mas não fixou um prazo.

Há anos o Governo do Estado promete melhorias no trecho de 23 quilômetros, que foi estadualizado em 2014. Ano a ano, porém, os motoristas convivem com buracos que se transformam em verdadeiras crateras nos períodos mais chuvosos.

O projeto de revitalização completa da rodovia, por enquanto, se resume em operações tapa-buracos que ocorrem pontualmente – quase sempre após cobranças da imprensa, como ocorreu nesta semana após o contato feito pelo Itapira News.

Equipes fizeram nova ação de ‘tapa-buracos’ na antiga vicinal (Paulo Bellini/ItapiraNews)

Ainda na sexta-feira, enquanto a redação aguardava a resposta do Estado, equipes ligadas ao DER taparam buracos ao longo da pista. Questionada sobre o estágio do projeto para recuperação total da SPI-177/342, a Secretaria Estadual de Logística e Transportes disse que “a fonte de recurso para o custeio destas obras também está em fase de análise”.

“A atual gestão do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) iniciou em 2019 um amplo levantamento da malha viária paulista e das necessidades especificas de cada segmento para um planejamento de obras que resultassem na modernização e ampliação da capacidade de tráfego de rodovias estaduais, como no caso da interligação Rodovia Antonio Joaquim de Moura Andrade (SPI 177/342), entre Itapira e Mogi Guaçu”, frisou a nota.