O governador João Doria (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (26) uma mudança no calendário escolar da Rede Estadual de Ensino a partir de 2020. A partir do próximo ano, de acordo com as novas diretrizes, alunos e professores das escolas estaduais terão quatro períodos de férias.

Segundo o Governo do Estado, os períodos estarão distribuídos da seguinte maneira: uma semana em abril, duas semanas em julho, uma semana em outubro 30 dias entre dezembro e janeiro. Com as alterações, o período de férias de julho será reduzido de 30 para 15 dias.

“A novidade será a introdução de recessos de uma semana ao final do primeiro bimestre, no mês de abril, e do terceiro bimestre, em outubro. Assim, alunos e professores terão pausas ao término de todos os bimestres – ao final do segundo e do quarto bimestres, as férias estão mantidas”, afirma o Governo do Estado.

O próximo ano letivo começa no dia 3 de fevereiro, com encerramento previsto para 22 de dezembro. O objetivo do anúncio antecipado e permitir a organização do calendário e o planejamento das atividades pedagógicas, além de garantir que docentes que atuam nas redes estadual e municipal consigam conciliar os períodos de recesso escolar e de férias.

“Estamos apresentando o novo calendário com oito meses de antecedência, logo, com tempo suficiente para os entendimentos necessários até o início do ano letivo de 2020”, afirmou Doria.

Segundo o governador, a iniciativa visa também garantir um incremento no turismo do Estado. A ideia é que os dois novos períodos de ‘férias’ no ano, em abril e em outubro, motivem demanda para viagens em família.