Estatística de suicídios aumenta em Itapira: 19 somente neste ano

Novo caso foi registrado na tarde deste sábado, na região rural do Machadinho - é o terceiro em menos de 72 horas

A triste estatística de casos de suicídios registrados em Itapira neste ano foi ampliada na tarde deste sábado (9). Um homem de 47 anos se enforcou em uma árvore na região rural do Machadinho. Com mais esta morte autoprovocada, o número de suicídios em Itapira chega a 19 – sendo a maioria dos casos ocorrida no segundo semestre.

Segundo apurado pela reportagem, o homem já tinha histórico ligado a tentativas de suicídio. Nesta semana, é o terceiro registro. Na última quinta-feira (7), um homem e uma mulher também se mataram em suas residenciais, em locais distintos e situações isoladas. O crescimento alarmante dos casos tem provocado não só tristeza, mas também preocupação na sociedade itapirense.

Na última sexta-feira (8), o Itapira News abordou o assunto em reportagem especial que incluiu dados do Ministério da Saúde que demonstram, também, que o aumento dos casos de suicídio ocorre também em nível nacional. A taxa de mortalidade por morte autoprovocada subiu de 5,3, em 2011, para 5,7 em 2015. O problema é tratado como questão de saúde pública pelo governo brasileiro. No Brasil, são cerca de 11 mil casos por ano. Em nível mundial, o problema também é crescente. Atualmente, são registrados 800 mil suicídios por ano.

Para a psicóloga Talita Bressiani Jugni, o tema requer atenção e sensibilidade. “Infelizmente ainda temos preconceito sobre a psiquiatria e psicologia, as pessoas não buscam ajuda por vergonha, para não demonstrar fraqueza, a grande maioria das pessoas não leva as doenças mentais a sério e a prevenção não é tratada de forma correta”, disse em entrevista ao Itapira News. O assunto também tem motivado críticas à Prefeitura, com foco na suposta falta de psicólogos nas Unidades Básicas de Saúde, com longos períodos de espera para consultas. Sobre isto, a reportagem pediu um posicionamento da administração e aguarda resposta.