O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Rodrigo Garcia, o governador Geraldo Alckmin, e a diretora superintendente do Paula Souza, Laura Laganá (Edson Lopes Jr)
Publicidade - Anuncie aqui também!
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Rodrigo Garcia, o governador Geraldo Alckmin, e a diretora superintendente do Paula Souza, Laura Laganá (Edson Lopes Jr)
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Rodrigo Garcia, o governador Geraldo Alckmin, e a diretora superintendente do Paula Souza, Laura Laganá (Edson Lopes Jr)
Publicidade - Anuncie aqui

As 72 escolas do Centro Paula Souza vão se tornar unidades acessíveis a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. As obras de adequação fazem parte do programa de melhorias anunciado nesta quinta-feira, 7. “O Centro Paula Souza hoje é a maior rede de ensino técnico e tecnológico da América Latina, então nós precisamos investir no que nós já temos”, disse o governador Geraldo Alckmin.

O valor destinado às reformas supera R$ 85 milhões e atenderá as 56 Etecs (Escolas Técnicas) e as 16 Fatecs (Faculdades de Tecnologia) distribuídas em 47 municípios, de 10 regiões administrativas do Estado.

“[Neste anúncio] não tem obra nova, esses R$ 85 milhões são para acessibilidade para pessoas com deficiência, e para reformas e ampliações dos prédios que nós já temos, incluindo parte elétrica, hidráulica, novos laboratórios, e começa já porque é ata de preço (as empresas assumem o compromisso de fornecimento a preços e prazos registrados previamente), nós não precisamos licitar nada”, continuou o governador de São Paulo.