Ex-presidente Michel Temer foi preso no Rio (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O ex-presidente da República Michel Temer foi preso na manhã desta quarta-feira (21) no Rio de Janeiro. Ele foi alvo de um mandado expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. O trabalho faz parte da Operação Lava-Jato.

O ex-ministro de Minas e Energia do governo Temer, Moreira Franco, também é procurado pela polícia. As informações ainda são escassas e não está claro a qual processo se referem os mandados contra Temer e Moreira Franco.

O ex-presidente responde a dez inquéritos. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), pois foram abertos à época em que o emedebista era presidente da República e foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo.

Os outros cinco foram autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso em 2019, quando Temer já não tinha mais foro privilegiado. Por isso, assim que deu a autorização, o ministro enviou os inquéritos para a primeira instância.

Michel Temer (PMDB) foi o 37º presidente da República do Brasil. Ele assumiu o cargo em 31 de agosto de 2016, após o impeachment de Dilma Rousseff, e ficou até o final do mandato, encerrado em dezembro do ano passado.

Eleito vice-presidente na chapa de Dilma duas vezes consecutivas, Temer chegou a ser o coordenador político da presidente, mas os dois se distanciaram logo no começo do segundo mandato.