Corpinho encontrado em área rural era mesmo de Ísis Helena, diz Ministério Público (Arquivo/Paulo Bellini/ItapiraNews)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O MP/SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) divulgou uma nota nesta quinta-feira (16) na qual confirma que o cadáver localizado em Itapira no dia 29 de abril é, de fato, da bebê Ísis Helena Rosa Schotem.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

De acordo com a nota, a confirmação se deu por exame de DNA feito nos restos mortais. A nota sinaliza uma resposta às afirmações veiculadas recentemente em parte da imprensa, inclusive na TV Record, de que o cadáver encontrado poderia não ser o de Ísis Helena.

A criança desapareceu no dia 2 de março e ao longo de quase dois meses o caso mobilizou autoridades e equipes de buscas, além de causar comoção pública e ganhar repercussão nacional.

O corpo foi encontrado em uma região rural de Itapira após confissão da mãe, Jenifer Natália Pedro, que está presa acusada de homicídio qualificado, falsa comunicação de crime e ocultação de cadáver.

“Verificou-se a veiculação de várias fake news na rede mundial de computadores e até mesmo na mídia falada e escrita, afirmando que os restos mortais localizados pela Polícia Civil não pertenciam a Isis Helena”, diz a nota do Ministério Público.

“A investigação, muito bem conduzida pela Polícia Civil, não deixava dúvidas de que o cadáver localizado pertencia à criança Isis Helena. E, a respaldar essa assertiva, hoje aportou aos autos o exame de DNA dos restos mortais, comprovando que pertencem a Isis Helena, corroborando os demais elementos de investigação já adunados aos autos do processo, que tramita em Itapira”, continua no texto.

Ainda de acordo com a nota, a Promotoria de Justiça também “avalia eventuais providências a serem adotadas contra os propagadores de mencionadas fake news”.