Publicidade - Anuncie aqui também!
O saudoso e lendário Vitavena, com sua Harley-Davidson 883, a primeira da marca em Itapira, no início dos anos 1990 (Divulgação/Acervo familiar)
O saudoso e lendário Vitavena, com sua Harley-Davidson 883, a primeira da marca em Itapira, no início dos anos 1990 (Divulgação/Acervo familiar)
Publicidade - Anuncie aqui

do Portal Megaphone

Uma exposição fotográfica que retrata parte da história do motociclismo em Itapira será atração neste sábado (14) no Museu Histórico e Pedagógico ‘Comendador Virgolino de Oliveira’, no interior do Parque Juca Mulato. A mostra integra a programação da primeira edição do Festival Harley-Davidson, que prevê a reunião de centenas de motociclistas da cidade e da região. A visitação é gratuita e acontece entre 11h00 e 17h00.

A exposição reúne 64 fotografias do acervo do advogado Ricardo Moraria Zani, que também é um dos organizadores do festival. Entre os retratados, por exemplo, ícones do motociclismo itapirense, como Paulo Roberto Vieira, o Vitavena, primeiro proprietário de uma Harley em Itapira e que perdeu a vida em um trágico acidente de moto em 1994.

Além dele, retratos de nomes como José Francisco Lanzoni, o Zito, falecido em 2004, também fazem parte da coleção que será exibida em ordem cronológica. A exposição fica disponível somente durante o festival. O evento no Parque Juca Mulato também começa às 11h00 e, conforme já noticiado pelo Megaphone, reúne shows das bandas Love Gun (Kiss Cover), Kerozene, Wild Star, Sons Of Seatle, Máfia do Blues e Jack James. Antes da concentração, um comboio formado pelas motocicletas passará por diversas vias centrais do município.

O encontro é organizado por proprietários de motocicletas da marca americana em Itapira e na região, além de entusiastas do motociclismo de forma geral. Entre os organizadores figuram, também, os motoclubes Piramoto, Bactérias do Asfalto, Country Side e Mototerapia Roda Presa. O evento conta com o apoio da concessionária Harley-Davidson Tennessee de Campinas (SP). A entrada é gratuita, mas o público deve contribuir com um quilo de alimento não perecível, cuja arrecadação será revertida ao Lar São Vicente de Paulo. O festival também marca o lançamento da edição 2016 do Motor Rock – Encontro de Motociclistas de Itapira.