Straus com as araras durant encontro em Itapira: beleza fascinante (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade

A Fazenda Itapirinha, na região rural de Itapira, foi palco de um encontro diferente e repleto de muita beleza no último fim de semana entre os dias 30 de abril e 1º de maio.

O local abrigou a confraternização de um grupo de amigos que mantém em comum a paixão pelas araras. Com exclusividade, a reportagem do Itapira News foi convidada para registrar o encontro.

O evento foi motivado pela comemoração do aniversário de 33 anos de um dos ‘membros-fundadores’ do grupo, o professor de Ciência da Computação e tutor de aves Straus Michalsky, residente em Poços de Caldas (MG).

O encontrou trouxe à Fazenda Itapirinha nada menos que 17 araras, todas criadas legalmente de acordo com as normas vigentes e adquiridas em criadouros devidamente credenciados junto ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

“Nosso grupo reúne mais de 10 pessoas de diversas partes do país. Nos tornamos amigos pela paixão em comum pelas araras e sempre damos um jeito de nos encontrarmos e levarmos nossas araras com a gente”, comenta Straus.

De acordo com ele, a Fazenda Itapirinha foi escolhida justamente para que as araras pudessem ficar bem à vontade e confortáveis no ambiente. “Elas se dão bem entre si. São como crianças, às vezes sai algum desentendimento, mas de modo gerão se dão muito bem”, brinca.

O encontro não foi divulgado antecipadamente não só pelo fato de ser um encontro privado, mas também para evitar a presença de pessoas atraídas pela beleza fascinante das aves, evitando assim possíveis situações de estresse às araras.

O administrador da Fazenda Itapirinha, Thiago Floriano, disse que esta não foi a primeira visita do grupo ao local. “Foi uma grande alegria conhecer o Straus e seu grupo de amantes das aves. Eles já coloriram os céus da fazenda em duas outras ocasiões, porém eu ainda não estava morando aqui, então este foi meu primeiro encontro com eles”, comentou.

Ele também disse que ficou fascinado com a beleza das araras. “Nunca havia visto essas lindas aves assim, tão pertinho. As cores são intensas e variadas e tão linda quanto as aves é a relação que os tutores possuem com elas. Somos muito gratos por termos compartilhado nosso espaço e nosso céu com essa galera”, elogiou.

  • CRIADORES

O grupo nasceu da amizade entre Straus Michalsky e a professora de Culinária Saudável Silvia Corbucci, 41, que se conheceram via internet em fóruns sobre criação de araras e se tornaram grandes amigos.

Silvia, que também esteve em Itapira, é fundadora da Avoa, uma escola de voos livres e manejo de aves. “Nós amamos as araras, queremos vê-las sempre bem e no melhor ambiente para elas, então existe todo um processo de adaptação dentro da própria casa para se ter uma arara, assim como qualquer outro animal silvestre”, enfatiza.

Straus lembra que as araras são animais caros tanto de ser adquiridos quanto de serem mantidos. O espaço também precisa ser adequado e é necessário ter um viveiro espaçoso para garantir o repouso das aves em segurança.

Os amigos destacam que a aquisição ilegal das aves ou de qualquer outro animal silvestre contribui para o financiamento do contrabando e, via de regra, resulta em situações de maus tratos. “Além de tirarem os animais da natureza, de seu habitat-natural, muitos desses animais capturados acabam morrendo”, finaliza Silvia.

Para acompanhar o dia a dia das araras e dos turores Straus Michalsky e Silvia Corbucci é possível acompanhar os perfis Araras Viajantes, Arara Bambu e Avoa no Instagram. Mais informações sobre a Fazenda Itapirinha também estão disponíveis no Instagram ou via telefone/WhastApp (19) 9.7134-2277.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui