Barracas se espalham por todo o perímetro da festa
Publicidade - Anuncie aqui também!
Barracas se espalham por todo o perímetro da festa
Barracas se espalham por todo o perímetro da festa
Publicidade - Anuncie aqui

O tradicional feirão da Festa de Maio reúne pelo menos 131 barracas, segundo a Divisão de Fiscalização de Posturas. O número tem como base o cadastro realizado pelos comerciantes que trabalham no evento.

A popular feira de produtos alimentícios, roupas, eletrônicos, brinquedos e utilidades domésticas vão ocupar trechos de pelo menos sete ruas, além da Praça Mogi Mirim e do próprio Largo de São Benedito. Os comerciantes ambulantes ocupam espaços delimitados nas ruas Cônego Guerra Leal, Saldanha Marino, Saudade, General Carneiro, Agostinho Cavenaghi, Fernando Costa e Vitório Coppos.

Segundo o chefe de Fiscalização de Postura, Marcelo Vieira, o número segue a mesma média de anos anteriores. “Até agora é o mesmo volume de barraqueiros que recebemos no ano passado. Não costuma mudar muito”, comentou. A montagem das barracas começou na quarta-feira, mas, de acordo com Vieira, os comerciantes só foram liberados para trabalharem a partir de quinta. “O comércio na Festa de Maio somente pode funcionar entre os dias 1º e 13”, destacou. Ele lembrou ainda que o posto de administração geral do evento funcionará em um contêiner instalado na Praça Mogi Mirim. “Qualquer pessoa que precise de auxílio, informação ou tenha alguma dúvida pode nos procurar no posto geral”, avisou.

A estrutura de apoio da Festa de Maio ainda envolve outros quatro contêineres, que servem de banheiros destinados ao público feminino e masculino. Eles estarão instalados nas ruas Treze de Maio, esquina com a General Carneiro; Fernando Costa – ao lado da Escola Estadual ‘Elvira Santos de Oliveira’; e Agostinho Avancini, no trecho entre as ruas Comendador João Cintra e Saldanha Marinho e defronte ao Clube da Saudade.

Lixeiras também estarão espalhadas por toda a área do evento. Segundo a Eppo, empresa responsável pela coleta e destinação dos resíduos sólidos em Itapira, os garis farão a varrição diariamente, nos períodos da manhã e da tarde. A intervenção poderá ocorrer mais vezes caso seja necessário. As ligações necessárias de água e eletricidade também já foram feitas por equipes do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), respectivamente.

TRÂNSITO

Com as ruas em torno do Largo de São Benedito e da Praça Mogi Mirim ocupadas pelas barracas e pelo Parque de Diversões, o trânsito também sofre alterações em pelo menos nove vias. Na quarta-feira (30), após o fechamento das ruas, houve pontos de congestionamento na Avenida Rio Branco e na Rua Rui Barbosa. O tráfego também ficou lento em outras vias próximas à Festa de Maio – consequência considerada natural pelo diretor do Departamento de Trânsito, Clayton Ribeiro. “Com certeza, quando fechamos o fluxo norma em algumas vias, acaba sobrecarregando outras”, disse. “Existe um transtorno, mas como a festa é tradicional, acontece anualmente, a população já está acostumado”, acrescentou.

O trânsito segue interrompido, até o final do evento, nas seguintes vias: Rua Saldanha Marinho, da Rua 13 de Maio à Avenida Rio Branco; Rua Fernando Costa, entre a Rua Washington Luís e a Praça Mogi Mirim; Rua 13 de Maio, entre Saldanha Marinho e General Carneiro; Rua General Carneiro, entre a Praça Mogi Mirim e as ruas 13 de Maio e Manoel Pereira; Rua Cônego Guerra Leal, entre as ruas Vitório Coppos e Saldanha Marinho (passando pelo Largo de São Benedito); Rua Agostinho Cavenaghi, entre as ruas Vitório Coppos e Saldanha Marinho; Rua Comendador João Cintra, entre a Rua Agostinho Cavenaghi e Avenida Rio Branco; Rua Vitório Coppos, entre as ruas Treze de Maio e Reverendo Alfredo Guimarães; e Rua da Saudade, entre a Praça Mogi Mirim e Rua Treze de Maio. A segurança ficará a cargo da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar, bem como de seguranças particulares contratados pela administração.