Coletiva na tarde de quinta-feira detalhou processo de mudança na festa (Itapira News)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A Prefeitura de Itapira anunciou na tarde da última quinta-feira (11) que a Festa do Peão – também chamada de Itapira Rodeio Show – será organizada neste ano por um conjunto de entidades assistenciais, que dividirão o lucro obtido com o evento para auxiliar na manutenção de suas atividades.

A novidade foi confirmada em entrevista coletiva que reuniu o prefeito José Natalino Paganini (PSDB) e os secretários municipais de Governo, Tiago Fontolan, e de Cultura e Turismo, Ricardo Pecego, além de presidentes e diretores de entidades participantes.

Na oportunidade também foi apresentado a Comissão Organizadora formada por cinco representantes do grupo. A ideia é que a Festa do Peão seja totalmente beneficente às entidades locais para que a renda gerada pelo tradicional evento se mantenha concentrada no município.

Ainda não está definido, contudo, se o grupo de entidades será responsável por gerir totalmente todas as demandas relacionadas ao evento, ou se uma empresa poderá ser contratada para organizar a festa.

Neste caso, um percentual seria revertido às entidades – uma primeira proposta que já aportou na mesa da Comissão Organizadora ofereceu 20% de participação nos lucros. A expectativa é que outras propostas sejam avaliadas.

Secretário de Governo, Tiago Fontolan, confirmou mudanças (Itapira News)

Embora a entrevista tenha sido convocada para anunciar a novidade, tudo ainda está em fase de definição – incluindo a data do evento, que manterá suas atividades concentradas em quatro dias de festa.

“É uma ideia maravilhosa que partiu da nossa administração e que vai ajudar 16 entidades. É um desafio, mas tenho certeza que será muito benéfico a todos. Com a ajuda da administração e com a participação do itapirense e do pessoal da região que gosta da festa, eu tenho certeza absoluta que será a maior Festa do Peão de Itapira”, disse Paganini na abertura da coletiva.

De acordo com o secretário de Governo, Tiago Fontolan, a comissão organizadora, com seus cinco componentes, responderá ao conselho de presidentes das 16 entidades, tomando as decisões em conjunto. Ele lembrou ainda que a empresa responsável pela organização do evento nos últimos anos chegou a anunciar uma data para a festa deste ano, mas reforçou que não há qualquer definição ainda sobre a data e também eventual participação ou não da mesma empresa na organização.

“A festa foi definida em cinco segmentos: portaria, estacionamento, camarotes, praça de alimentação e patrocínios. A organização vai definir se todos os segmentos serão gerenciados pelas entidades ou se haverá parcerias com empresas de organização, tudo isso ainda está sendo discutido”, destacou.

Presidente do Lar São Vicente de Paulo e membro da comissão organizadora, Flávio Anísio Pavinato disse que o grupo ainda está levantando os orçamentos, discutindo eventuais parcerias e avaliando todo o cenário para definir, de fato, como se dará a organização do evento. “Vamos analisar ao menos três propostas, avaliar todos os riscos e definir os encaminhamentos em uma reunião nos próximos dias. Todos são presidentes de entidades e sabem das dificuldades de angariar recursos”, disse.

Comissão organizadora reúne representantes de quatro entidades (Itapira News)
  • PROTEÇÃO ANIMAL

As representantes das entidades de proteção animal integradas à organização – Viviana Camaro (Anjos Sem Asas) e Luciana Peraro (Clube Amor de Quatro Patas), enfatizaram que avaliaram bem as possíveis críticas pela participação no evento que mantém o formato com provas que envolvem montarias em touros e cavalos, por exemplo.

Elas consideram que justamente pela participação na organização terão a oportunidade de acompanhar, in loco, se todas as regras e exigências estão sendo cumpridas para garantir o bem-estar dos animais. Durante a coletiva, Fontolan também garantiu que a festa não fará uso de fogos de artifício com estampido em respeito à lei recentemente instituída na cidade que veta esse tipo de artefato.

  • ENTIDADES PARTICIPANTES

A proposta envolve 16 entidades que atuam nos mais diversos segmentos, com atendimentos focados em crianças, adolescentes, idosos e animais. As seguintes entidades estão confirmadas na participação da organização:

APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais), A. D. I. (Associação Down de Itapira), Casa da Criança ‘Celencina Caldas Sarkis’, Casa de Repouso ‘Allan Kardec’, Casa Transitória ‘Flávio Zacchi’, Centro do Idoso Vida Mais, Clube Amor de Quatro Patas, Educandário Nossa Senhora Aparecida, Jovem em Ação, Grupamento de Bombeiros Voluntários, Lar Espírita ‘Gracinda Batista’, Lar São Vicente de Paulo, POLEM (Associação de Apoio às Pessoas com Lesão Medular), ONG Anjos Sem Asas, SEPIN (Serviço de Proteção à Infância e Adolescência de Itapira) e SOS (Serviço de Obras Sociais).

A comissão organizadora conta com a seguinte composição: Belarmino Peres (Casa de Repouso ‘Alan Kardec’), Carlos Almeida (APAE), Flávio Pavinato (Lar São Vicente de Paulo), Newton Santana (APAE) e Viviana Carmago (Anjos sem Asas).