Fidel Castro morreu aos 90 anos (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Fidel Castro morreu aos 90 anos (Divulgação)
Fidel Castro morreu aos 90 anos (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui

O ex-presidente de Cuba e líder histórico da Revolução Cubana, Fidel Castro, morreu aos 90 anos de idade na noite desta sexta-feira (25).

A notícia foi confirmada pelo irmão de Fidel e atual presidente Raúl Castro em mensagem televisionada. “Com profunda dor, compareço aqui para informar ao nosso povo, aos amigos da nossa América e do mundo que hoje, 25 de novembro de 2016, às 22h29 (1h29 de sábado pelo horário de Brasília) faleceu o comandante em chefe da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz”, declarou o presidente.

Figura emblemática e até controversa, Fidel Castro morre 60 anos depois de desembarcar em Cuba para liderar um grupo de rebeldes que derrotariam Fulgencio Batista em 1959. Capaz de despertar tanta paixão quanto ódio, Castro é tido por muitos como um grande líder revolucionário e por outros tantos como um ditador sanguinário. Nos últimos anos, foi saindo de cena de forma progressiva, com raras aparições e frequentes especulações sobre seu estado de saúde, incluindo falsas notícias de sua morte.

Desta vez, contudo, a história é oficial e Fidel está morto. Segundo Raúl, o corpo do ex-presidente será cremado neste sábado (26). Já as cinzas serão enterradas dia 4 de dezembro em Santiago de Cuba, após caravana de quatro dias. As últimas imagens de Fidel Castro são do dia 15 deste mês, quando recebeu em sua casa o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang. Antes, ele foi visto em um ato público foi no dia 13 de agosto, durante comemoração de seu 90º aniversário. A festa reuniu mais de 100 mil pessoas.

Fidel Castro foi o herói histórico da esquerda moderna, o homem que mais desafiou os Estados Unidos. Conhecido como “Comandante” pelos cubanos, Fidel era personagem de várias histórias e boatos. “Ele não dorme”, “ele não esquece de nada”, “é capaz de te penetrar com o olhar e descobrir quem você é”. Fidel sempre teve uma saúde de ferro, até quando enfrentou uma hemorragia intestinal durante uma viagem à Argentina aos 80 anos de idade. Em 31 de julho de 2006, os problemas de saúde provocados pelo avanço da idade o fizeram delegar temporariamente o poder a seu irmão Raúl.

Em fevereiro de 2008, Fidel renunciou oficialmente ao cargo de presidente cubano e, desde então, era o principal conselheiro do Partido Comunista e do novo governo. A era Fidel Castro vem se dissolvendo pouco a pouco, enquanto uma nova Cuba surge devido a uma série de reformas econômicas e da retomada das relações bilaterais com os Estados Unidos, rompidas há mais de meio século. Fidel assistia a tudo isso de longe, mas não deixava de fazer suas análises em artigos publicados no jornal oficial cubano Granma. A fragilidade da sua saúde já tinha provocado boatos sobre sua morte várias vezes nas redes sociais. (Com informações da Agência Brasil)