Corpos foram encontrados em área rural de Artur Nogueira (Divulgação)
Publicidade    
Publicidade - Anuncie aqui

Duas mulheres, uma de 44 anos e outra de 41, que eram auxiliares de enfermagem e trabalhavam na Santa Casa de Mogi Mirim, foram brutalmente assassinadas na noite da última quinta-feira (13).

O crime aconteceu em Artur Nogueira (SP), mas a vítimas residiam em Conchal. O autor do crime, Mateus Noronha, de 27 anos, havia trabalhado com uma das vítimas em um asilo. Ao ser preso, ele confessou o duplo feminicídio e disse que sofreu um surto psicótico depois de usar cocaína. Elas foram identificadas como Maria Oliveira de Morais e Alessandra Francisca Barbosa.

Segundo a polícia, o homem se encontrou com as duas mulheres depois de pedir carona a elas para se deslocar até Artur Nogueira. Os detalhes do caso ainda são desconhecidos, mas os corpos das vítimas foram localizados em uma área rural de Artur Nogueira com sinais de violência. O assassino ainda teria passado com o carro por cima das vítimas, que estavam com os uniformes da Santa Casa de Mogi Mirim.

Autor do crime foi preso em flagrante após confessar duplo feminicídio (Divulgação)

Noronha foi preso pela GCM (Guarda Civil Municipal) de Mogi Mirim em uma estrada vicinal que liga a cidade a Artur Nogueira. No momento da abordagem, ele caminhava somente de cuecas. Inicialmente, alegou ter sido vítima de assalto, mas momentos depois confessou o crime. O carro das vítimas foi localizado em um canavial, também em Mogi Mirim. No local do crime os policiais também encontraram uma peça do carro e os telefones celulares delas.