Guichê da empresa em Itapira: desativação em ao menos duas rodoviárias (Paulo Bellini/ItapiraNews)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A empresa Expresso Gardênia decidiu desativar seus guichês nas estações rodoviárias de Itapira e de Mogi Mirim.

O real motivo da suspensão dos atendimentos não ficou claro aos usuários e a empresa também não respondeu os questionamentos formulados pela reportagem.

Desde a semana passada, muitas pessoas que dependem do transporte da viação reclamam da falta de informações. Os passageiros foram pegos de surpresa e, posteriormente, comunicados foram colocados nos vidros dos guichês.

Os cartaz em Mogi Mirim afirma que a agência está desativada e que a venda de passagens é feita diretamente com o motorista na plataforma de embarque. Já no guichê de Itapira, o argumento é de que a empresa está “sem sistema”.

O comunicado também informa que a passagem deve ser retirada diretamente com os motoristas dos ônibus. O fechamento dos guichês afeta diretamente quem utiliza o trasporte da Gardênia, empresa que na região é responsável pelas linhas interestaduais entre cidades paulistas e mineiras.

No caso de idosos, a desativação das agências também complica a questão das passagens que obrigatoriamente devem ser retiradas diretamente nos guichês de forma antecipada, de acordo com benefícios garantidos por lei.

A reportagem tentou obter esclarecimentos da empresa, mas ninguém respondeu à solicitação de informações. Por telefone, via ligação à central de atendimento, a informação foi de que o guichê mais próximo da região em funcionamento está em Jacutinga (MG).