Viaturas da GCM de Mogi Guaçu
Publicidade - Anuncie aqui também!
Viaturas já estão em operação no município guaçuano (Divulgação)
Viaturas já estão em operação no município guaçuano (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui

A GCM (Guarda Civil Municipal) de Mogi Guaçu recebeu, na última segunda-feira (23), dez novas viaturas para compor sua frota. Os veículos modelo Fiat/Pálio com motor 1.4 são alugados. Além disso, a corporação também recebeu novo armamento – sendo 20 pistolas Taurus 280 e duas espingardas calibre 12 – e 10 aparelhos de GPS (Global Positioning System).

A apresentação das novas viaturas e entrega do armamento foi feita pelo prefeito Walter Caveanha (PTB) e pelo comandante operacional da GCM, Claudemir Adorno da Costa. Os 10 veículos alugados substituem os primeiros locados através de licitação de 2013, conforme previsto em contrato. A frota recebeu caracterização visual em azul escuro, aplicada também à caminhonete Mitsubishi doada por uma empresa em setembro e que foi destinada à equipe da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal).

Armamento também já está à disposição do agentes (Divulgação)
Armamento também já está à disposição do agentes (Divulgação)

A Secretaria Municipal de Segurança Pública investiu R$ 52 mil na aquisição das pistolas e R$ 7.500,00 na compra das duas escopetas. A entrega das armas dependia apenas da autorização do Exército. Os aparelhos de GPS custaram R$ 423,80 cada e foram comprados pela SOV (Secretaria de Obras e Viação) e cedidos à GCM para fiscalização de trânsito e patrulhamento.

Caveanha, que implantou a GCM em sua primeira gestão (1977-1982), destacou que, a despeito das dificuldades financeiras enfrentadas, a Prefeitura tem investido para proporcionar mais segurança à população. Ele enalteceu o trabalho de equipe da Secretaria de Segurança com a Guarda Civil Municipal e seus agentes. “O prefeito é apenas uma peça a mais no tabuleiro. Se não souber mexer, não dá certo. Sabemos que a equipe da Guarda Municipal necessita de melhor infraestrutura e é nesse sentido que estamos nos mexendo, fazendo investimentos”, disse.