Publicidade - Anuncie aqui também!
Um dos ladrões preso pela PM após ação contra guarda civil municipal (Reprodução/EPTV)
Um dos ladrões preso pela PM após ação contra guarda civil municipal (Reprodução/EPTV)
Publicidade - Anuncie aqui

Duas pessoas foram detidas pela Polícia Militar na tarde desta quarta-feira (08), depois de agredir e tentar roubar a moto de um guarda civil municipal de 31 anos.

Eles também roubaram a arma do GCM, uma pistola calibre 380, e tentaram atirar no agente, mas a arma não funcionou. Outra pessoa participou da ação, mas continua foragida até o momento.

A ocorrência começou por volta das 17h50, quando o guarda civil municipal, que estava à paisana, trafegava com sua moto pela Avenida Brasil, no Bairro dos Prados.

Ele parou a moto para atender uma ligação telefônica, mas foi abordado por três homens que estavam em duas bicicletas. O GCM reagiu e entrou em luta corporal com os criminosos, que usaram seu capacete para agredi-lo, causando ferimentos na região da cabeça. Ele foi socorrido à Santa Casa de Misericórdia, onde passou por atendimento e foi liberado.

O trio fugiu sem levar a moto, tomando rumo ao Cubatão. Quanto a PM seguia para o local da ocorrência, uma equipe de Rocam (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas) avistou o trio correndo com sentido ao Conjunto Habitacional ‘São Judas Tadeu’. Foi feito cerco e, nas proximidades do condomínio popular, dois dos três suspeitos foram detidos, sendo um deles menor de idade.

Eles estavam com as bicicletas, confessaram o roubo e alegaram que a arma foi jogada no Ribeirão da Penha. O caso foi registrado pela Polícia Civil como roubo qualificado. A pistola não foi encontrada até o momento.