publicidade

A GCM (Guarda Civil Municipal) de Itapira flagrou uma festa em uma chácara na zona rural do município com cerca de 200 pessoas presentes.

A informação foi revelada pelo prefeito Toninho Bellini (PSD) na live sobre a situação da pandemia, transmitida pela Prefeitura na última sexta-feira (28).

Segundo o prefeito, a propriedade fica na região da Ponte Preta e o proprietário foi multado. Um boletim de ocorrência também foi registrado e o caso foi relatado ao Ministério Público para eventuais providências.

Bellini falou sobre o caso ao comentar as críticas sobre suposta ausência de fiscalização contra aglomerações na cidade, situações que estão vetadas em razão da pandemia.

“No último fim de semana a nossa Guarda se deparou com uma festa em uma chácara com aproximadamente 200 pessoas e o proprietário disse que estava comemorando aniversário e que iria continuar com a festa”, disse Bellini, enfatizando as dificuldades encontradas pelas equipes nesses casos.

“Está havendo, sim, a fiscalização, mas temos que atuar dentro dos limites. Precisamos que todos entendam que estamos em um momento difícil e temos que trabalhar juntos, somente com a união de todos ter uma situação melhor nessa pandemia”, disse o prefeito.

  • COBRANÇAS

Na live de sexta-feira, além de Bellini participaram também o secretário municipal de Saúde, Vladen Vieira, e o médico Marcelo Cesto, coordenador do Comitê Covid-19 de Itapira. Todos eles, incluindo Bellini, subiram o tom e cobraram de maneira mais contundente que a população faça sua parte.

“O maior problema são as pessoas que estão indo para festas, aglomerando em vários lugares, sem distanciamento social, sem usar máscaras. É muito importante que as pessoas colaborem”, disse o prefeito, mencionando, inclusive, que já há pedidos para que seja decretado lockdown na cidade.

Na transmissão ao vivo, entretanto, não foram anunciadas medidas adicionais além das que já estão em vigor na chamada fase de transição do Plano São Paulo. Bellini cobrou que a população tenha “mais empatia”.

“Vamos continuar lutando e trabalhando, não tenham dúvidas disso, para reduzir ao máximo essa situação, mas sem a colaboração da população, principalmente dos jovens, fica muito mais difícil”, desabafou.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui