Categoria deflagrou greve na terça-feira (Divulgação/Sintect)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Categoria deflagrou greve na terça-feira (Divulgação/Sintect)
Categoria deflagrou greve na terça-feira (Divulgação/Sintect)
Publicidade - Anuncie aqui

Com abrangência nacional, a greve deflagrada na noite de terça-feira (15) pelos funcionários dos Correios já refletiu em Itapira.

Nesta quarta-feira (16), oito dos 22 carteiros que atuam no CDD (Centro de Distribuição Domiciliária) não entraram em serviço, aderindo à paralisação coordenada pelo Sintect (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos).

A greve teve início às 22h00 de terça, após assembleia realizada por diversos sindicatos que representam a categoria. A mobilização já soma adesão em pelos menos 16 estados.

Em Itapira, até o momento apenas os carteiros motorizados seguem em atividades. A adesão local representa 36% do efetivo de carteiros disponível no município. O atendimento nas agências não foi afetado.

Os trabalhadores pedem reposição da inflação e mais 10% de aumento real, além de reajuste no benefício de alimentação. No dia 11, uma reunião de mediação realizada pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília-DF, terminou com proposta que incluiu reajuste salarial zero, gratificação mensal de R$ 150,00 e mais R$ 50,00 a partir de janeiro de 2016 até agosto do mesmo ano. Segundo nota dos Correios, o TST prevê “incorporação de 25% dos R$ 200,00 em agosto de 2016”, além de reajuste de 9,56% nos benefícios.

A categoria, contudo, rejeitou a proposta. Os funcionários também se mostram bastante incomodados com a intenção da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) de instituir uma taxa mensal de 12,8% de salário bruto referente ao plano de saúde. Atualmente, a categoria somente paga pelo benefício quando o mesmo é utilizado. As demandas apresentadas pelos funcionários variam entre os estados e regiões cujas entidades sindicais aprovaram a greve. Em São Paulo (SP), uma nova assembleia está marcada para segunda-feira, 21, às 10h00.

No site dos Correios, uma nota informa que a paralisação parcial das operações de distribuição suspendeu os serviços de Sedes 10, Sedes 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária nos estados do AM, BA, CE, MA, MG, MT, PA, PB, PI, RJ, RS, SC, SE, SP e TO. “O prazo de entrega de malote e encomendas Sedex, e-Sedex e PAC, nestas regiões, está sujeito a atrasos. Nos demais estados, os serviços estão normalizados, inclusive para troca de carga entre eles”, enfatizou o comunicado. A gerência local do CDD não se manifestou e encaminhou a reportagem à assessoria de imprensa dos Correios, que também não respondeu à demanda.

Publicidade - Anuncie aqui