Publicidade - Anuncie aqui também!
Professores do Antônio Caio aderiram à greve
Professores do Antônio Caio aderiram à greve
Publicidade - Anuncie aqui

A Escola Estadual ‘Antônio Caio’ foi a primeira a aderir ao movimento grevista dos professores estaduais em Itapira.

A unidade interrompeu o funcionamento nesta quarta-feira (18). Segundo apurado pela reportagem, perto de 1,2 mil alunos estão sem aulas.

A instituição no bairro São Vicente é uma das mais tradicionais da cidade. A estimativa é de que aproximadamente 50 professores que lecionam na escola tenham aderido à paralisação.

Informações levantadas pela reportagem junto a representantes da categoria dão conta de que outras escolas do município devem aderir totalmente à greve até a próxima sexta (20) ou segunda-feira (23).

Nas escolas ESO (Elvira Santos de Oliveira), na Santa Cruz; Caetano Munhoz, nos Prados; e Cândido de Moura, no Jardim Raquel, estão com alguns professores paralisados.

Os professores reivindicam melhores condições de trabalho, como o cumprimento de legislações específicas, o fim das salas superlotadas, da política de bonificação considerada excludente e da contratação precária de professores. O movimento também se coloca contra o corte de verbas na área e pede reajuste salarial à categoria.

Na região, um protesto está marcado para acontecer em Mogi Mirim (SP), na tarde desta quarta-feira. A partir das 14h00, os professores deverão se reunir no Espaço Cidadão, região central da cidade, e depois seguir em passeata até a sede da Diretoria Regional de Ensino, também no Centro.

A paralisação ocorre em nível estadual, mas a adesão ainda está avançando. A aprovação da greve aconteceu no dia 13, durante assembleia da Apeosp (Associação dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo). Segundo a entidade sindical, 20% dos professores da rede estadual já aderiram à paralisação.

Publicidade - Anuncie aqui