A extinta fonte da Praça em foto publicada no grupo Memórias de Itapira (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Criado no dia 24 de abril, o grupo Memórias de Itapira já ultrapassou a marca de 11 mil membros. O espaço virtual se tornou um sucesso ao incentivar e reunir publicações a respeito da história do município.

O diferencial, contudo, é que essas histórias não são contadas a partir da ótica de articulistas, memorialistas e historiadores – cujo papel é fundamental na preservação da memória da cidade – mas sim pela própria população.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

São inúmeras fotos, relatos e muita interação sobre fatos marcantes das mais diversas épocas, que resultam em muito saudosismo. Até mesmo reencontros já foram proporcionados a partir das publicações no grupo.

A iniciativa de criar o espaço de discussão na rede social foi do motorista José Carlos Felício Paes. De acordo com ele, a ideia nasceu quando ele encontrou fotos antigas de seu pai, José Felício Paes – o popular Zeca Taxista, falecido em 2003.

Ele era muito conhecido na cidade e trabalhou por muitos anos como taxista e motorista. José Carlos acabou seguindo seus passos, trabalhando também como motorista particular.

José Carlos Felício Paes criou o grupo e se surpreendeu com aceitação (Paulo Bellini Itapira News)

“Muita gente que viaja comigo se lembram do meu pai, alguns até também foram clientes dele. Eu achei algumas fotos já havia postado na rede social há alguns anos e pensei em publicar novamente. Comecei a pensar em quantas pessoas devem ter fotos antigas de lugares da cidade, de pessoas conhecidas. Foi aí que me ocorreu a ideia de criar um grupo de memórias sobre a cidade”, contou em entrevista ao Itapira News.

O que ele não esperava, entretanto, é que o grupo fosse ganhar tamanha proporção. Em uma semana após a criação, já eram cerca de seis mil pessoas participando da rede, com muitas delas atuando ativamente na publicação de fotos e relatos.

Surgiram fotos de muitas pessoas que foram verdadeiros personagens em Itapira, além de registros de muitos locais, estabelecimentos, imóveis, veículos. Muitos dos lugares registrados já não existem mais há anos, como o Cineparatodos e o bar Chopão, na Praça Bernardino de Campos, por exemplo.

José Felício Paes, o Zeca Taxista – pai do fundador do grupo (Divulgação)

O saudoso motociclista Vitavena, a bela e luminosa fonte da Praça, a caixa d’água do Parque Juca Mulato, as casinhas da Colônia da Usina, o Clube XV de Novembro, entre outras lembranças, mexeram bastante com a memória afetiva dos participantes e chegaram a despertar reações emocionadas.

Há espaço ainda para perguntas sobre “quem se lembra” de determinados episódios, culturas ou lugares, e também para resgate de brincadeiras e costumes antigos – como carrinhos de rolimã.

José Carlos deixa clara a tendência democrática do grupo, mas avisa que o espaço possui algumas regras de convivência que devem ser observadas. Espera-se o bom senso e respeito nas publicações, além do pedido para que as postagens se mantenham relacionadas aos objetivos do grupo.

O também extinto Supermercado Mixtro, onde hoje é uma unidade do Rofatto (Divulgação)

“O pessoal tem curtido bastante. Apesar do crescimento, o grupo está fluindo muito bem e tem muitos participantes que são de grande valia para essa proposta, pois estão publicando muitos registros de seus acervos”, comenta.

Ele revelou que tem recebido muitas mensagens elogiando a iniciativa e destacou que houve até mesmo quem lhe agradecesse por proporcionar uma atividade tão leve e divertida em tempos de tanta preocupação por conta da pandemia.

“Acho que é um espaço saudável. É uma página na qual as pessoas podem compartilhar suas lembranças, memórias, ter contato com pessoas que também viveram as épocas passadas. E muitas pessoas mais jovens estão tento a oportunidade de conhecer um pouco do que seus pais e avós viveram na cidade”, finalizou.

O também extinto Supermercado Mixtro, onde hoje é uma unidade do Rofatto (Divulgação)