Regina com a criança após resgate no viaduto (Reprodução/Tribuna de Itapira)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Uma equipe da GCM (Guarda Civil Municipal) agiu rápido no final da tarde da última sexta-feira (26) e impediu um ato que poderia se transformar em uma grande tragédia no município, frustrando as intenções de uma mulher que desejava se atirar do alto do Viaduto Tiradentes, na área central, com sua filha de um ano e 10 meses no colo.

Segundo informações da GCM, a mulher reside em Sapucaí – distrito de Jacutinga, Minas Gerais, que faz divisa com Itapira. Depois de se desentender com o esposo, ela, a criança e o marido se deslocaram a Itapira, onde a discussão continuou.

O homem, então, teria avisado à esposa que iria telefonar para a mãe dela – sua sogra. Foi quando a mulher se descontrolou e, após entrar em vias de fato com o marido na Rua Almirante Barroso, perto da sede da GCM, pegou a criança e disse que iria se suicidar.

O homem em desespero resolveu pedir ajuda na base da GCM. Ao serem informados da situação, os guardas Nogueira, Sabadini, Faraco e Regina saíram em disparada atrás da mulher, que já se encontrava subindo o viaduto e próxima ao gradil, em ponto sobre a Avenida dos Italianos.

Ao perceber a aproximação dos guardas, ela sacou um canivete. A GCMF Regina, porém, conseguiu desarmar a mulher e imediatamente arrancou a criança do colo da mãe. Os demais guardas, então, dominaram a mulher, que foi colocada na viatura e conduzida à sede da GCM. A criança recebeu água e comida e foi acalmada. O marido informou que a mulher faz uso de medicamentos antidepressivos. Após o registro do caso em boletim interno, foram acionados os devidos órgãos para atendimento à família.