Guarda Civil Municipal atendeu ocorrência em Itapira
Publicidade    
Publicidade - Anuncie aqui

Um homem de 40 anos que trabalha como motorista foi preso em flagrante na tarde da última sexta-feira (8) em Itapira, acusado de estupro de vulnerável. Segundo a GCM (Guarda Civil Municipal), que atendeu a ocorrência, a vítima é um menino de 12 anos, neto da até então companheira do acusado.

A identidade do indivíduo foi preservada a pedido de familiares que ficaram bastante abalados com o episódio. Segundo os guardas Solange e Negro, que fizeram a detenção do homem, foi a própria criança que, ao conseguir escapar do agressor, saiu correndo e entrou em um supermercado na região do Cubatão, pedindo ajuda.

O menino mora com os pais em uma cidade do Circuito das Águas, mas passava o dia na casa da avó em Itapira e estava brincando em uma piscina plástica. Ele contou que, inesperadamente, o homem o agarrou por trás e tocou em sua região anal. Em seguia, o segurou e fez a penetração.

Foi neste momento que o menino deu uma cotovelada no homem e conseguiu se livrar, correndo para um banheiro, onde se trancou. O homem então teria ido para outra parte da casa, que fica na Rua Portugal. A criança então saiu correndo e foi para a rua, onde inicialmente pediu ajuda a um transeunte, que por sua vez acionou a GCM.

O CGM Richard, que estava de folga e passava pelas imediações, também prestou auxílio à criança. Ainda segundo os guardas, o homem chegou a ir atrás do menino e disse que tudo não teria passado de uma brincadeira “mal interpretada” por ele, mas populares começaram a se revoltar e ele voltou para a casa, onde foi detido momentos depois pela GCM.

O menino foi levado ao IML (Instituto Médico-Legal) de Mogi Guaçu, sendo submetido a exames que confirmaram a violência sexual. Mesmo negando o abuso, o homem foi autuado em flagrante pelo delegado Dalton David Ferreira. O caso agora será investigado pelo SIG (Serviço de Investigações Gerais).