Corpo foi encontrado pela manhã em estrada rural (Paulo Bellini/ItapiraNews)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O homem encontrado morto na manhã desta quinta-feira (14), em Itapira, foi identificado como sendo Sebastião Luiz Rogato, de 67 anos.

Ele residia no município e trabalhava como taxista. Segundo a Polícia Civil, o crime é investigado como latrocínio – roubo seguido de morte.

Conforme apurado, ele faleceu após receber diversos golpes de faca. A arma do crime foi encontrada junto ao corpo.

Testemunhas disseram que a vítima foi jogada de um carro prata – que seria seu veículo, utilizado para trabalho – por outra pessoa que empreendeu fuga em alta velocidade com o carro Ford/Ka de cor branca, placas GFM-2D63, que agora é procurado pelas autoridades.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

O caso aconteceu em uma estrada de terra na região rural do Tanquinho. A Ronda Rural da GCM (Guarda Civil Municipal) chegou ao local e os guardas Narciso e Carmona perceberam que o homem já estava inconsciente e não apresentava sinais vitais.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou logo em seguida, mas restou à equipe somente constatar o óbito. O IC (Instituto de Criminalística) foi acionado e realizou a perícia.

Próximo ao corpo da vítima foi encontrada a faca com sangue, além de um telefone celular. Outro aparelho estava em um dos bolsos do taxista.

O corpo foi removido pela Funerária São Luiz ao IML (Instituto Médico-Legal) de Mogi Guaçu, sendo reconhecido posteriormente por familiares.

O delegado titular de Itapira, Anderson Cassimiro de Lima, confirmou que, em um primeiro momento, a investigação segue a linha de latrocínio. Os detalhes ainda estão sendo levantados pela equipe do SIG (Serviço de Investigações Gerais) para tentar chegar à autoria do crime.