Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Uma equipe de peritos do IC (Instituto de Criminalística) de Mogi Guaçu fez a reconstituição de um homicídio ocorrido há três anos em Itapira. Os trabalhos técnicos foram realizados na manhã da última segunda-feira (11) no imóvel em que o caso ocorreu, à Rua Mauro Simões, no Conjunto Habitacional ‘Humberto Carlos Passarella’. O assassinato aconteceu no dia 18 de novembro de 2014. Na ocasião, o operador de máquinas Ednilson Pacheco Machado, então com 32 anos de idade, esfaqueou brutalmente sua ex-companheira, Maria de Fátima Gomes Tenório, que tinha 42 anos.

O caso foi noticiado pelo Itapira News. Ele golpeou a vítima com pelo menos 12 facadas, provocando sua morte no próprio local. O casal estava separado há cerca de oito meses, mas o assassino ainda mantinha esperanças de reatar o relacionamento e ia com frequência à residência para visitar a filha. Desde a época do crime, Machado está preso. No dia da reconstituição, policiais civis de Itapira foram buscá-lo na Penitenciária de Hortolândia (SP). A reconstituição do crime ocorreu sob forte aparato de segurança, com contribuição de policiais militares.

Durante aproximadamente 1h30, o autor do crime deu detalhes aos peritos sobre os fatos ocorridos no fatídico dia do assassinato. Contou que chegou à casa em uma bicicleta, deixou-a ao lado do portão e ingressou no imóvel.  Ao encontrar a vítima, iniciou-se uma discussão. Machado relatou que no calor das desavenças, se apoderou de uma faca e passou a golpear a mulher em várias partes do corpo. O assassino fugiu, mas foi localizado momentos depois na casa de familiares, no Cubatão, sendo preso em flagrante. A reconstituição do crime foi acompanhada pelo atual delegado titular de Itapira, Anderson Cassimiro de Lima.