Praça de pedágio entre Itapira e Mogi Mirim fica no KM 52 da SP-147 (Arquivo/Itapira News)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Um suposto comunicado informando que a concessionária iria iniciar a fiscalização eletrônica de velocidade com implantação de radares em suas praças de pedágio viralizou nas redes sociais nos últimos dias, especialmente em aplicativos de mensagens instantânea.

O texto que traz a identificação de uma empresa que é considerada maior do setor de serviços ambientais do país, no entanto, foi desmentido pela Arteris – grupo do qual a Intervias faz parte – em resposta a questionamentos formulados pelo Itapira News nesta quinta-feira (30).

A Estre Ambiental, empresa que aparece no comunicado, também informou à reportagem que o mesmo “circulou de forma indevida e sem sua autorização, tanto interna quanto externamente” (notas na íntegra abaixo).

  • ALERTA
Comunicado circula nas redes sociais (Reprodução)

O conteúdo do comunicado que passou a ser distribuído pelas redes sociais e chegou nas cidades de Itapira e região fazia um alerta sobre o início da operação de radares nas praças de pedágio na região de Ribeirão Preto.

De fato, na última quarta-feira (29), começaram a funcionar lombadas eletrônicas em três pedágios – na Rodovia SP-332, em Sertãozinho e em Pitangueiras; e na SP-330 (Anhanguera), em Ituverava.

Ocorre que os trechos são administrados pela concessionária Entrevias, que não integra o grupo Arteris.

Mesmo assim, o falso comunicado atribui à Intervias a informação sobre o início da fiscalização eletrônica nas praças de pedágio, com limite máximo de 40 km/h. “Conforme comunicado hoje pela concessionária de autovias INTERVIAS, a partir das 00h00 do dia 29/05/2019, entrarão em operação os radares posicionados nas praças de pedágio” (sic), diz trecho do documento que dá a entender que se trata de um aviso institucional da Estre a seus colaboradores que conduzem veículos.

Como o trecho da SP-147 entre Itapira e Mogi Mirim possui pedágio na altura do KM 52, administrado pela Intervias, não demorou para que o assunto passasse a ser divulgado como “alerta” também na região, gerando muitas dúvidas entre motoristas.

  • O QUE DIZEM AS EMPRESAS

Questionada, a assessoria da Arteris/Intervias foi categoria ao dizer que “a informação não procede”. “A concessionária informa que não há previsão para instalação de radares nas praças de pedágio da Intervias”.

A assessoria da Estre Ambiental também remeteu seu esclarecimento ao Itapira News. “A companhia apura as causas do ocorrido, mas já solicita que o seu teor improcedente seja desconsiderado e lamenta os eventuais transtornos causados por esta comunicação equivocada”.

Segundo a Entrevias, responsável pelos pedágios nos quais realmente os radares passaram a operar nesta semana, a instalação dos equipamentos fazem parte do contrato de concessão e tem por objetivo ampliar a segurança nas pistas de cobrança automática.