Martelli, Paganini e Oliveira com os prêmios recebidos (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Premiação ocorreu na capital, no dia 11 (Divulgação)
Premiação ocorreu na capital, no dia 11 (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui

A cidade de Itapira surpreendeu e alcançou a 30ª posição no programa Município VerdeAzul, mantido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente de São Paulo. O anúncio foi feito no último dia 11, em São Paulo, revelando a ótima colocação da cidade entre os 645 municípios paulistas.

Itapira ainda ficou com a primeira colocação entre os municípios que compõem a Bacia Hidrográfica do Rio Mogi Guaçu e também entre as cidades que formam o Consórcio Cisbra. No comparativo com o ranking do ano passado, a cidade subiu 14 posições.

O programa estabelece dez diretrizes a serem cumpridas pelas cidades, visando a preservação do meio ambiente e a sustentabilidade. O prefeito José Natalino Paganini (PSDB) foi à capital receber o prêmio, acompanhado do secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, José Alair de Oliveira, e do biólogo da SAMA (Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente), Anderson Martelli.

“(A conquista) é resultado de uma união de ações não só da SAMA, mas também do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), da Secretaria Municipal de Educação, do Condema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e Sustentabilidade), da Ascorsi (Associação dos Coletores de Resíduos Sólidos de Itapira) e de outros órgãos”, comentou.

“A recomposição arbórea na cidade e a questão dos resíduos sólidos, e também ações de cidade sustentável como implantação de ciclofaixas e ações para reduzir os gases que causam o efeito estufa, tudo isso tem um peso importante na somatória de pontos do programa”, explicou Martelli.

Martelli, Paganini e Oliveira com os prêmios recebidos (Divulgação)
Martelli, Paganini e Oliveira com os prêmios recebidos (Divulgação)

Paganini também falou sobre o assunto. Ele lembrou que Itapira ficou entre os 100 municípios que receberam mais de 80 pontos – somando 90,61 pontos na classificação geral, em uma escala que vai até 100. “Ficar em primeiro lugar entre as cidades da nossa Bacia Hidrográfica também foi uma grande vitória”, frisou o prefeito, parabenizando a todos que colaboraram para a colocação de Itapira no Município VerdeAzul.

A cidade de Botucatu foi a que teve a nota mais alta (98,02), seguido por Votuporanga (97,21), Santa Adélia (96,81), Cerquilho (95,44) e Fernandópolis (95,39). São avaliadas ações nas áreas: esgoto tratado, resíduos sólidos, biodiversidade, arborização urbana, educação ambiental, cidade sustentável, gestão das águas, qualidade do ar, estrutura ambiental e conselho ambiental.

Nesta sétima edição, 118 municípios foram certificados, contra 67 do ano anterior. A nota média também teve um acréscimo de mais de um ponto, de 85,5 para 86,9. Outro número que aumentou foi o de municípios que elaboraram seus Planos de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, de 219, em 2013, para 334 este ano. Houve também aumento na quantidade de municípios com Programas de Educação Ambiental, de 203 para 258 em 2014.

As prefeituras com nota acima de 80 são reconhecidas pelo exemplo ambiental e recebem o prêmio Município VerdeAzul. O certificado, que reconhece a boa gestão ambiental, garante à administração municipal a prioridade na captação de recursos com o Governo do Estado, por meio do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição (FECOP).

Publicidade - Anuncie aqui