Evento apresenta programação com teatro, circo, música e literatura, em formato on-line e gratuito (Divulgação)

Todas as praças unidas em uma única grande praça digital. Essa é a grande sacada da edição 2021 do Circuito Sesc de Artes, que, em virtude da pandemia de Covid-19, acontece totalmente on-line em 157 municípios do nosso estado.

Na região de Campinas serão nove as cidades que receberão o projeto, incluindo, ale´m do município campineiro, as cidades de Itapira, Americana, Hortolândia, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Serra Negra.

A programação em cada município conta com 19 atividades referentes a artes visuais, circo, cinema, dança, música, teatro, literatura e tecnologias. O cronograma completo está disponível no site oficial do evento.

Em sua 12ª edição, o evento tem ainda a participação de profissionais, instituições, grupos, coletivos e artistas que atuam nacionalmente e acontece em parceria com prefeituras municipais e sindicatos do comércio locais visando estimular a circulação e a difusão de trabalhos artísticos em cidades onde as unidades do Sesc não estão presentes.

De acordo com Cássio Quitério, coordenador do Circuito Sesc de Artes 2021 pelo Sesc Campinas, uma vez que a programação toda acontece de maneira remota, o link realizado com as cidades participantes, ao contrário das outras vezes, não será através da apresentação de artistas em praças dos municípios escolhidos e sim, no diálogo com artistas, produtores e gestores da cultura em cada uma das cidades, para a elaboração e realização das atividades.

“Tanto para as atividades realizadas e transmitidas ao vivo, quanto para aquelas pré-gravadas, buscamos esse diálogo no intuito de provocar um pertencimento ou uma identificação com as redes que já existem e tem um lastro territorial em cada uma das cidades. Assim, fica marcado um motivo pelo qual as pessoas que residem e vivenciam as cidades possam escolher pelas atividades do Circuito Sesc diante da enxurrada de ofertas que a internet e as redes sociais propiciam diariamente”, explica Quitério.

O diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, por sua vez, comenta que “o Circuito se baseia numa ampla articulação entre a instituição, empresas, as municipalidades e entidades empresariais.”

Ele afirma ainda que “esta edição, virtual, integra e conecta diferentes públicos e protagonistas locais das 157 cidades do Estado de São Paulo que, junto à programação artística on-line, são contemplados por ações formativas no campo da gestão e da mediação cultural, além de ações solidárias do programa Mesa Brasil Sesc São Paulo”.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui