Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A Secretaria Municipal de Saúde de Itapira está investigando um caso suspeito de febre amarela. A informação foi confirmada pela Prefeitura na última quarta-feira (28). De acordo com nota oficial divulgada pela administração, um homem que apresentou sintomas da doença esteve recentemente em cidades que registraram focos de febre amarela.

O paciente adulto ficou internado entre os dias 21 e 25 na Santa Casa de Misericórdia, que fez a notificação do caso suspeito à Secretaria Municipal de Saúde. Ele já recebeu alta e passa bem. Contudo, de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde, a Divisão de Vigilância Epidemiológica e a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) iniciaram processos de nebulização na região em que o homem reside e adjacências que incluem bairros como Jardim Galego, Vila Figueiredo, Assad Alcici e parte do Nosso Teto.

Mesmo que ainda não haja confirmação, o procedimento é necessário para que, caso realmente o paciente tenha sido infectado por um mosquito como Aedes aegypti, não ocorra a transmissão urbana da doença. Enquanto isso, a Secretaria Municipal de Saúde aguarda o resultado dos exames, o que pode demorar cerca de 15 dias.

Em casos leves, a febre amarela pode causar febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos. Os casos mais graves podem evoluir para doenças cardíacas, hepáticas e renais que podem até mesmo levar à morte. As vítimas da febre amarela são contaminadas por mosquitos e podem ter também dores locais (costas, abdômen ou músculos), calafrios, fadiga, perda de apetite e mal-estar generalizado, além de delírio, peles e olhos amarelados e até sangramentos. Mais informações e formas de prevenção/vacinação pelo site www.saude.gov.br/febre-amarela.