Ribeirão da Penha abastece o município (Paulo Bellini/ItapiraNews)

O último mês de agosto fechou como o período mais seco dos últimos sete anos, com índice acumulado de chuvas de apenas 7,1 mm (milímetros), de acordo com o controle pluviométrico do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto).

O saldo foi o menor já registrado desde a crise hídrica de 2014. Durante todo o mês de agosto choveu em apenas três dias – dias 17, 28 e 29 – e sempre com volumes baixos.

O clima seco típico da estiagem contribuiu diretamente com a ocorrência de queimadas, que em agosto também bateram recorde. Em razão de tudo isso, a Umidade Relativa do Ar tem registrado índices preocupantes, quase diariamente na casa dos 20%.

Para este mês de setembro, o prognóstico também não é dos mais positivos, já que as projeções dos institutos meteorológicos não preveem grandes quantidades de chuvas.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui