Sistema de videomonitoramento deverá reforçar segurança pública na cidade, diz prefeito (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade

O prefeito Toninho Bellini (PSD) informou que um sistema de câmeras de videomonitoramento será instalado em diversos pontos de Itapira, formando a chamada ‘muralha digital’.

De acordo com o chefe do Executivo, o objetivo é reforçar a estrutura de segurança pública da cidade. Estratégias semelhantes estão sendo adotadas em cidades próximas como Mogi Mirim.

A informação foi revelada em entrevista na tarde desta quinta-feira (3) ao jornalista Helton Pimenta, transmitida pelas redes sociais. Vale lembrar que Itapira já conta com algumas câmeras em operação, sob coordenação da Central de Monitoramento da Prefeitura.

Bellini destacou que a licitação para contratação da empresa que irá gerir o sistema deverá ser aberta na próxima semana. A mesma empresa também deverá assumir a gestão das cerca de 250 câmeras em operação nos prédios públicos da cidade.

“Precisamos investir em inteligência e iniciamos um trabalho para instalar 16 câmeras na nossa cidade”, disse Bellini, detalhando que os pontos monitorados serão oito vias de acesso à cidade, com câmeras direcionadas às saídas e às entradas do município.

Ainda de acordo com o prefeito, as câmeras serão dotadas de tecnologia para leitura de emplacamentos de veículos, que poderá ajudar a inibir principalmente casos de furtos e roubos de carros e motos, por exemplo.

Município já conta com algumas câmeras em operação (Paulo Bellini/ItapiraNews)

A expectativa é gestão do sitema deverá custar perto de R$ 90 mil ao mês aos cofres públicos, com recursos próprios da administração.

“Ano passado já fizemos a previsão orçamentária para esse projeto. Até o final de março acreditamos que o processo de licitação já esteja concluído. Se tudo correr bem, até o início de abril as câmeras deverão ser instaladas”, detalhou o prefeito.

Bellini também mencionou o concurso em andamento para contratação de novos guardas civis municipais, afirmando que a previsão é de que até 18 novos integrantes sejam incorporados à GCM (Guarda Civil Municipal) ainda neste ano.

O prefeito também ponderou que os problemas relacionados à segurança pública não são exclusivos de Itapira e que a questão vem sendo discutida em âmbito do governo municipal.

“Às vezes, a população reclama com razão, mas quero que entendam que isso não é privilégio de Itapira. Estamos fazendo todos os esforços para amenizar essa situação que é enfrentada por muitos municípios”, frisou.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui