Delegado Seccional durante coletiva de imprensa após corpo ser encontrado (ItapiraNews)

A mãe da bebê Ísis Helena, Jenifer Natália Pedro, agiu totalmente sozinha desde o dia do desaparecimento da criança, em 2 de março, até a confissão de onde enterrou o corpo, nesta quarta-feira (29).

A afirmação foi feita pelo delegado seccional José Antônio Carlos de Souza durante entrevista coletiva concedida a jornalistas após a localização do cadáver.

O delegado enfatizou principalmente que a mãe de Jenifer e avó da bebê, Rose, não teve qualquer participação nos crimes da filha.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

“Se houvesse mais alguma participação, já teríamos descobeto. Fizemos todo um trabalho nesse sentido em Itapira, com muitas informações. Ela (Jenifer) trabalhou sozinha nisso e se fechou e não abriu para ninguém”, disse o delegado.

“Descartamos qualquer participação de terceiros. Fizemos um trabalho de inteligência policial e a população de Itapira tem que saber disso e que a mãe da Jenifer não teve nenhuma participação”, completou.

Ao Itapira News, o delegado disse que o caso foi um dos mais ‘pesados’ de sua carreira na Polícia Civil. “Já tivemos outros casos que foram pesados, com perda de colegas de profissão. Mas a parte emocional, por envolver uma criança, a frieza da mãe, então é uma coisa que mexe muito com a gente”, disse.

Jenifer apontou à polícia onde estava o corpo da bebê, que foi encontrado enterrado. A remoção aconteceu pela manhã e, após exames necroscópicos, Ísis Helena foi sepultada no final da tarde em Itapira.

O laudo do IML (Instituto Médico-Legal) deve sair em até 30 dias. A mãe da criança está presa e responde por homicídio doloso, ocultação de cadáver e falsa comunicação de crime.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui