Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A jovem itapirense Andressa Baptista, que possui paralisia parcial desde bebê e depende de uma cadeira de rodas para se locomover, se tornou símbolo da acessibilidade em um salão de beleza de Campinas (SP).

No final de outubro, ela foi convidada pela direção do estabelecimento a atuar como modelo para divulgar a importância das adaptações realizadas para tornar o local totalmente acessível a qualquer pessoa, incluindo aquelas que possuem algum tipo de deficiência e mobilidade reduzida.

A experiência foi muito bem avaliada pela itapirense, que vê na ação uma forma de inspirar salões de Itapira e região a também adequarem suas instalações.

“Por eu ser deficiente, cadeirante desde bebê, o pessoal do Emunah Belezaria e Barbearia me convidou para ser modelo e passar um dia lá com diversos tratamentos de beleza. Fiz cabelo, unha e maquiagem e sessão de fotos. Fiquei muito feliz e acho que isso pode servir de incentivo para os demais salões e outros tipos de comércio também terem mais acessibilidade”, comenta a jovem.

Andressa conta que o atendimento ocorreu no dia 26 de outubro e que a experiência representou muito mais que um tratamento de beleza.

“O salão é totalmente acessível, totalmente adequado para pessoas deficientes e com dificuldades de locomoção. Isso faz toda a diferença para muita gente. Eu não posso ir a vários lugares em Itapira por não serem acessíveis. Gostaria que essa história inspirasse os empresários e comerciantes a pensarem com mais carinho sobre essa questão. Sou cadeirante e consigo fazer muitas coisas, mas tenho dificuldades quando quero ir a algum lugar e tenho que verificar antes se é acessível”, conclui.

Andressa atuou como modelo para salão com ambiente acessível em Campinas (Divulgação)