Acidente aconteceu no trevo de acesso ao Barão
publicidade
Acidente aconteceu no trevo de acesso ao Barão

Um motociclista de apenas 22 anos perdeu a vida de forma trágica na tarde desta sexta-feira (17) em Itapira. Ele conduzia uma motocicleta pela Rodovia SP-352 (Jacutinga-Itapira) e, na altura do distrito de Barão Ataliba Nogueira, acabou colidindo violentamente contra a lateral de um caminhão baú.

O jovem foi identificado pela GCM (Guarda Civil Municipal) como sendo Rafael Aparecido dos Santos Moura, morador em Jacutinga (MG). O acidente aconteceu por volta das 17h00. Segundo apurado no local, a vítima conduzia uma Honda/Twister com sentido a Itapira.

Ao atingir a altura do KM 175 da rodovia, exatamente no trevo de acesso ao Barão, o motociclista foi surpreendido pelo caminhão que cruzava a pista. Ele era acompanhado por outros dois jovens, com idades aproximadas e que também estavam cada um em uma moto – todas do mesmo modelo, mas que vinham logo atrás e que conseguiram frear a tempo e não se envolveram no acidente.

A vítima sofreu ferimentos diversos e morreu de forma instantânea. Unidades de resgate do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da Intervias, concessionária que administra a pista, foram acionadas, mas nada restou aos paramédicos a não ser constatar o óbito.

Caminhão foi atingido na lateral ao cruzar a pista

Abalado, o motorista do caminhão contou que parou devidamente no trevo antes de cruzar a pista, olhando para os dois lados e não percebendo a presença de qualquer veículo. Ele também não se feriu. Os outros dois jovens que acompanhavam a vítima ficaram em estado de choque. Um deles informou que os três saíram de Jacutinga para passear em Itapira e que o amigo era solteiro, mas pai de uma filha de apenas dois aninhos.

O local foi preservado pela GCM (Guarda Civil Municipal) até a chegada da PMR (Polícia Militar Rodoviária). Dezenas de populares se reuniram para acompanhar a ocorrência e o tráfego na pista precisou ser coordenado pelos guardas. O IC (Instituto de Criminalística) foi liberado para, depois dos trabalhos periciais, liberar os veículos e o corpo, que seria levado ao IML (Instituto Médico-Legal) de Mogi Guaçu (SP) para exames e posterior liberação à família.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui