Parque Juca Mulato será reformado com verba do MIT (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O prefeito José Natalino Paganini assinou na última quarta-feira (23) o pedido de abertura da licitação para as obras de reforma e revitalização do Parque Juca Mulato,  que serão financiadas com a verba do MIT (Município de Interesse Turístico) conquistada em 2018.

A assinatura do processo contou com a presença do secretário municipal de Cultura e Turismo, Ricardo Pecego, e do secretário municipal de Governo, Tiago Fontolan. Toda a documentação seguiu para a Secretaria de Recursos Materiais, que agora dará seguimento ao trâmite legal.

MIT – Município de Interesse Turístico é uma classificação do Governo do Estado de São Paulo regulamentada pela Lei Complementar nº 1.261, de 29 de abril de 2015. Os municípios que buscam pelo título precisam preencher alguns critérios como como possuir meios de hospedagem no local ou na região, serviços de alimentação, informação turística, Conselho Municipal de Turismo ativo, serviço médico emergencial, infraestrutura básica para atender população fixa e flutuante, Plano Diretor de Turismo e expressivos atrativos turísticos.

Com a conquista em 2018, Itapira passa a receber uma verba de R$594 mil do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos para investir exclusivamente no desenvolvimento do turismo, em programas de programas de melhoria e preservação ambiental, urbanização, serviços e equipamentos turísticos.

Nesse primeiro projeto, elaborado pela Secretaria de Planejamento e Obras, o foco é a revitalização do Parque Juca Mulato, incluindo a parte de iluminação, playground, banheiros e acessibilidade. Outro ponto contemplado será o mirante, situado na Avenida dos Biris, que será remodelado e ampliado. “O nosso parque é um cartão postal da nossa cidade e vai ficar ainda mais bonito para orgulho de toda região”, afirmou o prefeito.

A busca pelo MIT teve início em janeiro de 2017, quando o atual secretário de Governo, Tiago Fontolan, estava à frente da pasta de Cultura e Turismo. Após várias etapas de aprovação e envolvimento de diversas pessoas e secretarias municipais. A assinatura desse primeiro convênio ocorreu no fim de dezembro e a previsão é que as obras concluídas no prazo de doze meses a partir de seu início. “É um processo muito burocrático, mas que nossas equipes estão dando celeridade para que possamos iniciar o quanto antes”, completou Paganini.

Além da execução desse projeto, as secretarias de Cultura e Turismo e Planejamento e Obras junto com o Gabinete do Prefeito também já pensam no projeto a ser apresentado nesse ano.