Publicidade - Anuncie aqui também!
Secretária de Saúde, Rosa, saudou os profissionais estrangeiros
Secretária de Saúde, Rosa, saudou os profissionais estrangeiros
Publicidade - Anuncie aqui

Oito médicos cubanos chegaram a Itapira na última quarta-feira (16). Eles vão atuar em oito UBSs (Unidades Básicas de Saúde), sendo cinco na zona urbana e três na área rural, através do programa ‘Mais Médicos’, do Governo Federal. Os profissionais vieram para Itapira à tarde, depois de participarem de um evento em São Paulo junto ao secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. Além dos médicos estrangeiros destinados a Itapira, outros 1.271 profissionais participaram do encontro, sendo destinados a outros 286 municípios paulistas.

A apresentação dos cubanos em Itapira aconteceu na Casa da Cultura ‘João Torrecillas Filho’. Eles chegaram por volta das 15h50, e foram recepcionados por aproximadamente 50 pessoas entre profissionais da área de saúde, vereadores, secretários municipais e profissionais da imprensa. Os cubanos só começarão a atuar efetivamente depois de passarem por capacitação e treinamentos – procedimentos que visam integrá-los à rotina de trabalho da Secretaria Municipal de Saúde.

Os médicos estrangeiros terão que cumprir uma carga horária de 32 horas semanais, sendo oito liberadas para curso de especialização. Cada um deles atuará em uma unidade diferente, situadas nos bairros do Cubatão, Figueiredo, Vila Ilze, Pé No Chão e Prados, além das localidades rurais de Eleutério, Ponte Nova e Barão Ataliba Nogueira.

A remuneração será feita pelo Governo Federal, mas o município subsidia a moradia e a alimentação. Pelos próximos 30 dias eles ficarão hospedados em um hotel. Depois, o grupo será acomodado em duas residências fornecidas pelo município.

O prefeito José Natalino Paganini (PSDB) saudou os profissionais estrangeiros. “Vocês já eram muito esperados por nós, e eu contei cada minuto para que esse dia chegasse. Vocês já estavam no Brasil e agora estão chegando a Itapira. Sejam bem vindos, estamos recebendo vocês com muita alegria, emoção, responsabilidade e comprometimento. Aqui não tem questão partidária, vocês são acolhidos por unanimidade para ajudar nossa população”, disse o prefeito. Bem humorado, Paganini ainda brincou com o fato das mulheres predominarem no grupo – são cinco. “Vejo que realmente as mulheres estão dominando, Brasil e Cuba estão no mesmo caminho nesse sentido”, disse.

O presidente da Câmara Municipal, Carlos Alberto Sartori (PSDB), a diretora da Rede Básica de Saúde, Deise Cega Fernandes, e o presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Roberto Prado, também fizeram parte da mesa principal ao lado do prefeito e da secretária municipal de Saúde, Rosa Ângela Iamarino.

Grupo do Mais Médicos é formado por cinco mulheres e três homens; Paganini recepcionou
Grupo do Mais Médicos é formado por cinco mulheres e três homens; Paganini recepcionou

O diretor clínico do Hospital Municipal, Luis Otávio Barros Vieira, também marcou presença na solenidade e falou com os novos colegas.  “Apesar de tudo o que nossas entidades de classe fizeram para que vocês não viessem, teimosamente estamos aqui hoje”, disse, referindo-se à resistência de parte da classe médica e órgãos representativos contrários ao que chamam de “importação de médicos”. “E estamos vislumbrados por vocês terem vindo como vieram, deixando famílias e sonhos. Agora somos companheiros, colegas da religião do estetoscópio e podem contar conosco, a partir de agora nossa família de médicos em Itapira está acrescida”, afirmou.

Os médicos também assistiram a um slide com informações diversas sobre Itapira, bem como a um vídeo motivacional. Rosa disse que sentiu uma grande receptividade do grupo, e também brincou com o fato de que os cubanos, ainda em São Paulo, fizeram menção à fama de Itapira por seus hospitais psiquiátricos. “Falaram que sabiam que a Itapira era a cidade dos loucos, foi muito engraçado. Mas eu fico imaginando o quanto deve ser difícil deixar suas famílias e culturas e enfrentarem essa nova etapa da vida de vocês. Sejam bem vindos ao Serviço Municipal de Saúde de Itapira”, comentou. Os profissionais estrangeiros também falaram, apresentando-se ao público presente e destacando que chegam com a missão de trabalhar em prol da melhoria da saúde em Itapira e no Brasil como um todo.

Para Paganini, a chegada de mais médicos deve melhorar sensivelmente a qualidade do atendimento de saúde no município. “Esses médicos vêm trazer o que a população mais clama; que é o atendimento, a orientação, o calor humano”, enfatizou. A expectativa é de que, com mais médicos atendendo nas unidades, haja uma diminuição na demanda de procura por atendimento no Hospital Municipal.

MÉDICOS ESTRANGEIROS EM ITAPIRA

Kenia Rey Córdoba
Laritza Alarcon Ortiz
Bachelys Pérez Arango
Daykenis Alitimon Igarza
Yolexis Calzada Medina
Lionis López Balbino
Marcos Jésus Sánchez Suárez
Joaquim Velazco Diaz