Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Alair Junior/Portal Mogi Guaçu

PM foi chamada até a Santa Casa, onde menino esfaqueado foi atendido (Alair Junior)
PM foi chamada até a Santa Casa, onde menino esfaqueado foi atendido (Alair Junior)

O estudante D.D.F., 11, morador do bairro Chácara Alvorada, foi esfaqueado na tarde de segunda-feira (24). O autor da agressão é outro menino de 12 anos. L.P.S confirmou ter esfaqueado D. e disse que agiu para defender seu irmão L.P.S., de 9 anos, que estava sendo agredido pela vítima.

A lesão corporal aconteceu às 16h10, na residência dos irmãos, que fica na Rua Aparecida Leme Quintiliano. Os três meninos estavam jogando videogame na residência, quando D. teve um desentendimento com o menino mais novo e o agarrou pelo pescoço.

Ao ver o irmão sendo sufocado, o mais velho correu até a cozinha, pegou uma faca e, retornando à sala, atingiu D. com um golpe na perna. O ferimento causou um corte profundo na coxa direita.

D., que vive com os avós na Rua Cid Henrique Rehder, foi até a casa dele, onde foi amparado pelo avô, o aposentado Sebastião Feliciano, 67, que é seu tutor legal e o levou até o posto de saúde. Lá, o garoto foi levado até a Santa Casa por uma ambulância. O ferimento causou um intenso sangramento na vítima, que precisou ser submetida a uma cirurgia de emergência. Ele encontra-se em observação no hospital.

Os PMs Ozéias e Augusto estiveram na Santa Casa, onde também esteve o ajudante Anilton Paes dos Santos, 33, pai dos garotos. Ele lamentou o ocorrido. “Meu filho está assustado. Ele agiu em momento de desespero ao ver o irmãozinho sendo sufocado e só quis proteger o irmão, não queria machucar o amigo dele”, disse Anilton, demonstrando muita preocupação com a vítima.

O Conselho Tutelar Municipal acompanhou o caso apresentado para a Polícia Civil que registrou o boletim de ocorrência como Ato infracional / Lesão corporal e apreendeu a faca utilizada na agressão.