Pombos foram encontrados em banco da praça (Divulgação)

O aparecimento de diversos pombos mortos em bancos da Praça Bernardino de Campos acendeu o sinal amarelo para duas eventuais situações que podem estar ocorrendo na cidade: um surto de alguma doença mortal que afetou as aves, ou um ataque coordenado contra os pombos que nem sempre são vistos com bons olhos por parte da população.

As aves mortas foram encontradas no final de semana. Ao menos uma dezena delas estavam sobre alguns bancos do principal logradouro público da região central. Nenhuma delas tinha qualquer ferimento. Fotos dos pombos foram publicadas nas redes sociais e despertaram tanto o receio de alguma doença disseminada entre as aves quanto suspeitas de envenenamento.

Nada oficial, contudo, chegou ao conhecimento das autoridades sanitárias e de meio-ambiente do município. Consultado, o médico veterinário Rodrigo Bertini, do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), disse que o assunto não havia chegado ao órgão até o contato feito pela reportagem. Também não se sabe quem recolheu os pombos do local.

O chefe da Patrulha Ambiental, Rogério Oliveira, também disse que tomou conhecimento do caso por meio da imprensa que manteve contato com ele. O caso agora vem sendo acompanhado pelos órgãos. “”Se alguém tiver alguma informação sobre o que possa ter provocado a morte desses pássaros, pedimos que entre em contato com a Patrulha Ambiental. Embora muitas pessoas vejam os pombos como praga e existirem meios legais de controle da população de pombos urbanos, o extermínio dessas aves sem a devida autorização é crime previsto em lei”, explica Oliveira.

Ainda não se sabe o que provocou morte em massa das aves (Divulgação)

Denúncias e informações podem ser encaminhadas ao órgão pelo site da Prefeitura – clique aqui. A espécie Columba Livia, também conhecida como pombo-comum, é apontada como um grande problema nas cidades. Não possuem predador e têm reprodução rápida. A ave é apontada também como uma ameaça à saúde pública, já que abriga parasitas que podem ser nocivos à saúde humana, transmitindo doenças diversas – entre elas a toxoplasmose.

Algumas cidades, especialmente grandes metrópoles, instituem medidas de controle da população dessas aves. Entre algumas das medidas figura, por exemplo, a proibição de dar alimentos aos pombos, prática comum especialmente em parques e praças, o que faz com que cada vez mais os pássaros se alojem nos centros urbanos.

Publicidade - Anuncie aqui