Criança foi socorrida, mas não resistiu (Alair Jr)
PM esteve na escola infantil, Polícia Civil vai investigar o caso (Alair Jr)
PM esteve na escola infantil, Polícia Civil vai investigar o caso (Alair Jr)
Alair Jr, do Portal Mogi Guaçu

Um bebê de um ano e um mês morreu nesta segunda-feira (09), enquanto estava em uma escola de educação infantil localizada na Rua Santa Julia, no Centro de Mogi Guaçu.

Miguel Otávio de Godoy Leal pode ter engasgado com o refluxo de leite. O menino chegou a ser socorrido por duas funcionárias da escolinha e também por uma equipe de Resgate do Corpo de Bombeiros. No Hospital Municipal ‘Tabajara Ramos’, que fica perto do local, médicos também tentaram reanimar a criança, mas o bebê não respondeu aos socorristas.

De acordo com a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados por volta das 16h00, por uma funcionária da escola. Ao chegarem, os socorristas Lapa, Mazetti e Menezes tentaram reanimar o menino por mais de uma hora. Quem estava no hospital testemunhou o esforço das equipes. “Os bombeiros chegaram com o menino e rapidamente foram recebidos pelos médicos. Eles passaram por nós com a criança nos braços. O enorme esforço das equipes foi visível naquele momento”, contou uma das testemunhas que prefere não ter o nome divulgado. “Logo em seguida, um silencio se abateu sobre o hospital e percebemos que algo trágico havia ocorrido”, relatou.

Criança foi socorrida, mas não resistiu (Alair Jr)
Criança foi socorrida, mas não resistiu (Alair Jr)

Para a polícia, as funcionárias da Escola de Educação Infantil “Rei Leão”, disseram que foi o primeiro dia do menino na escolinha. Ele foi levado pelos pais por volta das 12h45. “A criança estava bem”, narrou a funcionária esclarecendo que o menino brincou tranquilamente ao lado de uma prima que também estuda no mesmo lugar. Segundo o boletim de ocorrência, a funcionária disse que o menino apresentou refluxo do leite que havia ingerido e ficou roxo e que logo em seguida a equipe de resgate chegou.  A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar todos os detalhes deste caso. Os responsáveis pela escola não quiseram falar sobre o assunto com a imprensa.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui