Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Tarso Zagato/Portal Mogi Guaçu

Em Mogi Guaçu e Mogi Mirim tarifas podem ficar maiores do que grandes centros, como São Paulo e Campinas (Portal Mogi Guaçu/Reprodução)
Em Mogi Guaçu e Mogi Mirim tarifas podem ficar maiores do que grandes centros, como São Paulo e Campinas (Portal Mogi Guaçu/Reprodução)

O município de Mogi Guaçu (SP) pode passar a ter uma das tarifas de ônibus mais caras do Brasil. O novo reajuste de 29% pedido pela Santa Cruz Transportes, empresa que tem a concessão do serviço na cidade, elevaria o valor atual de R$ 2,90 para R$ 3,74. Em Mogi Mirim (SP), o reajuste reivindicado é de 15%, o que elevaria a taxa para R$ 3,32.

Atualmente, os maiores valores na passagem de ônibus urbano são cobrados em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas e municípios do ABC Paulista. Nesses lugares, a tarifa é de R$ 3.

Em comparação, o valor da tarifa em Mogi Guaçu e em Mogi Mirim é o mesmo cobrado, por exemplo, em Florianópolis (SC), município com quase meio milhão de habitantes, mais que o dobro da população guaçuana e mogimiriana juntas. Ainda na capital catarinense, um novo contrato de licitação do transporte público pode baixar a passagem para R$2,80.

Outro dado que chama a atenção é que os reajustes pedidos em Mogi Guaçu (29%) e Mogi Mirim (15%) estão muito além do índice de inflação de 5,91% registado em 2013 no país. Segundo levantamento, outras cidades da região com população superior à do Guaçu e à de Mogi, como Limeira (R$ 2,75) e Indaiatuba (R$ 2,90), praticam tarifas menores ou iguais.

*Com informações do jornal ‘A Comarca’

Em Mogi Guaçu e Mogi Mirim tarifas podem ficar maiores do que grandes centros, como São Paulo e Campinas (Portal Mogi Guaçu/Reprodução)
Em Mogi Guaçu e Mogi Mirim tarifas podem ficar maiores do que grandes centros, como São Paulo e Campinas (Portal Mogi Guaçu/Reprodução)