Geraldi aguarda solução para problema que pode gerar danos à sua casa (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade

Há pouco mais de um ano o projetista Guilherme Geraldi, 32, convive com um problema bem desagradável em sua casa, no bairro Santo Expedido, próximo ao campo de futebol da Vila Dr. José Secchi.

Cada vez que chove um pouco mais, a água acaba invadindo sua casa por não ter escoamento adequado. A Prefeitura já reconheceu o problema e prometeu obras, mas nada foi feito até agora.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

De acordo com ele, há um espaço entre seu imóvel e o talude do campo, que foi justamente destinado para a construção de uma galeria para escoamento. Em dias de chuva, a água se acumula neste local e acaba entrando na casa.

Infiltrações já surgiram nas paredes e o temor maior é que a água penetre pelo alicerce da casa e resulte em problemas estruturais. “A informação sobre a necessidade da galeria foi passada pelos funcionários do Setor de Engenharia da própria Prefeitura. Eu entrei com um protocolo de solicitação do serviço em fevereiro e estou esperando”, comenta o morador.

De acordo com ele, o pedido inclusive foi aprovado, mas ainda assim nenhuma melhoria foi realizada. “Acredito que por causa das eleições o foco ficou em outras obras e esse serviço ficou para trás”, critica.

Geraldi reside no local desde 2016, mas o problema começou ano passado. A situação piora bastante nos meses mais chuvosos. Entre outubro de 2019 e janeiro de 2020, a casa foi invadida pelas águas da chuva ao menos seis vezes.

Ele disse ainda que recentemente esteve na Prefeitura, novamente para cobrar soluções, e ouviu que a obra não deverá mais ser feita nesta gestão. O morador também recorreu ao Ministério Público.

  • OUTRO LADO

A reportagem do Itapira News manteve contato com a assessoria da Prefeitura. A resposta confirmou a informação recebida por Geraldi: a obra não será executada neste ano.

Em nota, a assessoria disse que foi realizado um grande volume de obras neste ano na cidade, mas a obra do caso relatado pelo morador acabou não sendo contemplada, devendo ficar a critério da próxima gestão municipal.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui