Publicidade - Anuncie aqui também!
Orcini com a moto que, segundo ele, ficou com manchas do veneno
Orcini com a moto que, segundo ele, ficou com manchas do veneno
Publicidade - Anuncie aqui

Um trabalho de nebulização contra o mosquito da dengue em uma residência do Istor Luppi acabou por gerar danos ao veículo do proprietário da casa.

O relato é do metalúrgico Reginaldo Orcini, 34, morador na Rua Nelson Pereira da Silva. Segundo ele, o veneno pulverizado pelas máquinas de nebulização costal atingiu sua motocicleta e deixou marcas que ele não consegue remover.

“Foi no final de fevereiro. Pediram para entrar em casa e nebulizar, eu autorizei. A moto estava no corredor e disseram apenas para colocar os animais em uma sala fechada. Depois, eu vi que tinha ficado várias manchas na minha moto que é nova”, contou o metalúrgico.

Segundo ele, a nebulização foi feita por equipes da empresa Sime Prag, contratada pela Prefeitura. As marcas ficaram nas partes frontal e traseiras do veículo.

Ele afirmou que decidiu procurar a reportagem depois que uma promessa de retorno por parte de representantes da empresa não foi cumprida. “Eu avisei a eles que tinha acontecido esse problema. Um dos agentes pegou uma bucha e passou pra tentar tirar as marcas, mas usou a parte com a palha de aço e só piorou, deixando riscos. Aí pegaram meu telefone e disseram que a empresa ia ligar, mas isso nunca aconteceu”, reclamou. “Essa moto é meu único meio de transporte e não acho justo que fique danificado”, lamentou Orcini.

SEM RESPOSTAS

Orcini disse que esperava, com a publicação do caso, conseguir alguma resposta por parte dos responsáveis. Apesar das queixas do metalúrgico, nem a Prefeitura e nem a empresa citada responderam aos questionamentos formulados pela reportagem.