Crime brutal aconteceu em Campinas (Reprodução)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Morreu na noite desta quarta-feira (27) a comerciante Nice Vieira, de 53 anos, que teve o corpo queimado pelo ex-companheiro na tarde do mesmo dia em Campinas (SP). Ela estava internada em estado gravíssimo no Hospital de Clínicas da Unicamp.

O homem ateou fogo nela com uso de combustível. Ele também se feriu, com queimadoras em 82% do corpo, e também segue internado em estado grave no Hospital Irmãos Penteado.

A mulher foi socorrida pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. De acordo com a Polícia Militar, o agressor e agora autor do feminicídio não aceitava o fim do relacionamento. Ele entrou no comércio da mulher por volta das 14h40, fechou a porta, jogou combustível na ex-companheira e em si mesmo e ateou fogo.

Uma funcionária ouviu a discussão e viu o homem jogando combustível na mulher. Ela tentou intervir, mas não conseguiu evitar que o agressor consumasse o crime. O caso chocante foi registrado na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) como feminicídio – crime de ódio-qualificado por fogo com meio cruel consumado.