Homenagem no Morro do Gravi novamente reuniu grande público (Paulo Bellini/Itapira News)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O Morro do Gravi, localizado às margens da estrada interna entre Itapira e Mogi Mirim, voltou a ser o centro das atenções na manhã da última terça-feira, dia 9 de julho – feriado que marcou os 87 anos da Revolução Constitucionalista de 1932.

O tradicional ato cívico no monumento em memória aos soldados paulistas atraiu perto de 100 pessoas, de acordo com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

O evento começou às 8h00 com a execução do Hino Nacional Brasileiro, executado pela Banda Sinfônica Lira Itapirense. A programação teve espaços para discursos do historiador e pesquisador Eric Apolinário, diretor do Museu Histórico e Pedagógico de Itapira e do memorialista Arlindo Bellini.

Presenças ainda do Grupo Escoteiro de Itapira, que entoou o Hino à Constituição; e do Grupamento de Bombeiros Voluntários; bem como discursos do prefeito José Natalino Paganini (PSBD) e do presidente da Câmara Municipal, vereador Luan Rostirolla (PRB).

O enceramento contou com a execução do Hino de Itapira, também a cargo da Banda Lira. Durante o evento, a memória dos soldados paulistas que tombaram durante o confronto armado foi exaltada. O Morro do Gravi foi palco de grandes batalhas entre as tropas de São Paulo e as federalistas.