Mostra Tropé terá edição diferente, totalmente online (Divulgação/Fixar Imagens)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A vida em tempos de pandemia trouxe mudanças significativas à rotina pessoal e também profissional das pessoas.

Se várias adequações precisaram ser feitas para quem trabalha em escritórios, empresas e estabelecimentos, por exemplo, imagina para quem dependia de público e plateia para realizar suas atividades.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

Em Itapira, no interior de São Paulo – a 170 km da capital – os integrantes da Cia Talagadá – Teatro de Formas Animadas também precisaram se adaptar para dar andamento em seus projetos.

O grupo sentiu o forte impacto das restrições impostas pelo coronavírus, sendo obrigado a paralisar todas as atividades presenciais, como as apresentações de seus espetáculos e também os cursos e oficinas oferecidos no Espaço Garagem – Arte e Cultura, administrado pela companhia.

Mas foi a Mostra Tropé, festival dedicado a reunir artistas e grupos de circo, bonecos e teatro de rua, que sofreu mudanças radicais em seu formato em nome da própria subsistência.

Para tanto, foi necessário transformar um projeto totalmente físico em um festival digital, que terá sua quinta edição realizada inteiramente em formato online entre os dias 15 de outubro e 1º de novembro.

“Diante de algumas referências bem-sucedidas realizadas por outras produtoras e coletivos, resolvemos também adaptar a Mostra Tropé para um formato virtual, exibindo filmagens de espetáculos e videoconferências em atividades formativas”, explica o ator Valner Cintra, que integra a Cia Talagadá ao lado dos também atores Danilo Lopes e João Bozzi.

O evento está com inscrições abertas até o dia 30 de agosto para diversas categorias. A realização ocorre por meio do ProAC (Programa de Ação Cultural) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

O edital está disponível para consulta no endereço www.encurtador.com.br/jmyI4, onde também constam os links para as fichas de inscrição de cada modalidade. As verbas que antes seriam aplicadas na produção e logística foram convertidas em cachês – uma forma de também contribuir com os grupos e artistas que enfrentam dificuldades neste momento de crise.

Os cachês variam de R$ 600 a R$ 2 mil. As atividades selecionadas serão divulgadas no dia 20 de setembro. A Mostra Tropé teve sua primeira edição em 2009 com o objetivo de promover a ocupação de locais públicos com a cultura e a arte, contribuindo com o acesso da população às produções artísticas, fomentando a formação de público e incentivando o desenvolvimento do senso crítico.

Mais detalhes podem ser obtidos pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones/WhatsApp (19) 99253-4881 / 98872-4011. As transmissões acontecerão pelo Youtube e o cronograma poderá ser acompanhado pelas redes sociais da Mostra Tropé no Facebook (www.facebook.com/mostratrope) ou no Instagram (www.instagram.com/mostratrope).