Escola Pedro Ferreira Cintra, na Vila Izaura, é uma as unidades ocupadas em Itapira
Publicidade - Anuncie aqui também!
Escola Pedro Ferreira Cintra, na Vila Izaura, é uma as unidades ocupadas em Itapira
Escola Pedro Ferreira Cintra, na Vila Izaura, é uma as unidades ocupadas em Itapira
Publicidade - Anuncie aqui

Um movimento aparentemente organizado por professores e diretores anunciou que irá promover um encontro para debater as ocupações de escolas estaduais em Itapira e o processo de reorganização escolar.

O ato está marcado para começar às 18h30 desta terça-feira (1º), na Praça Mogi Mirim, na Santa Cruz. O local fica em frente à Escola Estadual Elvira Santos de Oliveira (ESO) – uma das três escolas ocupadas por estudantes contrários às mudanças decretadas pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O encontro com caráter de manifestação inclui uma marcha que seguirá até a Escola Estadual Antônio Caio, no São Vicente, outra escola ocupada por alunos. Os convites são abertos aos pais e comunidades em geral, segundo o que vem sendo divulgado pelas redes sociais. O objetivo é fornecer “esclarecimentos juntamente com os professores e funcionários sobre a reorganização das escolas estaduais e encerramento do ano letivo”, diz mensagem encaminhada ao Itapira News.

A reportagem não encontrou ninguém para falar oficialmente sobre a organização do evento. Até a manhã desta terça-feira, três escolas de Itapira seguiam ocupadas por estudantes contrários à reorganização escolar. Professores e diretores da ESO já tentaram demover os alunos a deixarem a unidade. A reorganização foi oficializada via decreto publicado pelo governo estadual. A Diretoria de Ensino de Mogi Mirim diz que vai tentar dialogar com os estudantes para encerrar as manifestações no município, mas não informou quando e de que forma isso deve ocorrer.