Fotos antigas e contemporâneas são atrações na mostra (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O Museu Histórico e Pedagógico ‘Comendador Virgolino de Oliveira’ abre, no dia 25 de abril, a exposição ‘Festa de Maio: Congos, Búzios e Sambas – da Abolição ao Século XXI’ A mostra apresenta a história desta manifestação cultural, social e religiosa através de vestimentas, documentos históricos, objetos, instrumentos, fotografias e depoimentos, mostrando a resistência secular deste que é o maior evento religioso de Itapira.

A curadoria fica por conta de Eric Apolinário, coordenador do museu, com a colaboração do pesquisador Samuel Augusto Elias, formado em Ciências Sociais. “Na celebração dos 130 anos da Abolição, a Festa de Maio é hoje uma das mais significantes expressões de sincretismo e tradição da cultura afro no interior paulista. Em Itapira, dezenas de milhares de pessoas circulam pelos arredores da hoje Matriz de São Benedito durante os dias da novena e movimentam o comércio local. Indiscutivelmente, a Festa de Maio é atualmente a maior e mais tradicional festa religiosa da região”, afirma Apolinário.

Com entrada franca, a exposição permanecerá aberta até o dia 29 de junho, com visitação de segunda a sexta-feira das 08h00 às 11h20 e das 13h00 às 17h20 e aos domingos das 10h00 às 13h00. Agendamentos de grupos ou escolas podem ser feitos pelo telefone (19) 3863-0835. Neste ano, a o tradicional evento popular começa começa no dia 4 de maio e segue até o dia 13 do mesmo mês, ocupando ruas dos bairros São Benedito e Santa Cruz.