Rodrigo Souza pode captar recursos para viabilizar disco autoral (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O músico itapirense Rodrigo Souza, 34, foi contemplado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo) com a liberação para captação de verba destinada a gravação de um CD. O itapirense deve compor e gravar em 2018 seu primeiro trabalho autoral com 10 faixas e lançá-lo ainda neste ano, tanto em mídia física como em plataformas digitais.

A aprovação do projeto foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo, no dia 09 de janeiro. O governo Estadual liberou a captação de R$ 38,6 mil na modalidade ProAC – ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria  Serviços). “É uma alegria muito grande. Gostaria de agradecer em primeiro lugar a Deus. Agora é continuar o trabalho e buscar os patrocínios necessários para executar o projeto”, disse o músico itapirense, que atualmente mantém um trio de Blues, também com Alexandres Siqueira (Baixo) e Caio Riberti (Bateria).

As composições serão dentro dos gêneros blues e rock, que formam a maioria do repertório de Souza ao longo de quase duas décadas como guitarrista e vocalista. “Dentro do projeto tenho a vontade de trazer diferentes estilos. Ir beber desde a fonte do blues, o gospel, o negro spiritual, passando obviamente pelo rock, mas mantendo a modernidade, trazendo um frescor dentro do gênero, como feito por gigantes como Joe Bonamassa e Gary Clarck Jr.”, explicou.

O projeto contemplado foi inscrito em setembro de 2017. “O projeto em questão teve sua análise aprovada pela CAP (Comissão de Análise de Projeto) em 07de novembro de 2017. Sua publicação oficial será realizada em janeiro de 2018”, descreve e-mail da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. O músico recebeu a notícia ainda no final de novembro, quando solicitou informações da secretaria sobre o andamento do projeto.

Segundo o Souza o projeto está em fase de composição. “Estou compondo as músicas, definindo o conceito do álbum, entre outras questões. Ainda vou apresentar as canções para mais músicos convidados. Ou seja, o projeto está na fase inicial. A expectativa é que o álbum seja lançado no segundo semestre desse ano”, descreveu. O ProAC ICMS é uma lei de incentivo cultural, onde o contemplado pode captar os valores junto de empresas patrocinadoras, que posteriormente descontam o montante doado do pagamento do ICMS.

  • HISTÓRICO

Rodrigo Souza é músico há mais de 15 anos. Tem como estilos principais o rock e o blues, que formaram a base de sua musicalidade e constantemente fomentam seu aprendizado. Sua formação se deu por meio de professores particulares, autodidatismo, e cursos no exterior como Worship and Technical Arts em Dallas-TX (USA) e Music Production pela Berklee (Coursera). Na adolescência despertou o gosto pela música e em pouco tempo estava tocando, e repassando o conhecimento adquirido em aulas particulares.

Predominantemente atuou em bandas na região da Baixa Mogiana, no Interior Paulista. Atuou também em grupos em igrejas nos Estados Unidos, e participou ainda de gravações e produções musicais nos EUA. Como resultado de anos de estudo e influências, Rodrigo passou também a compor. Percebeu a necessidade de entregar ao público música de qualidade e oferecer canções que fujam do trivial. Atualmente atua como produtor musical, professor de música, e músico. Comanda um Trio de Blues (RSTrio) que possui repertório calcado em canções do gênero blues, rock, gospel, etc.. Tem tocado em casas de shows e festivais, sendo sempre elogiado pela mídia e pelo público.

O Blues é derivado da História Americana, envolvendo negros, religiosidade e Cristianismo. Rodrigo conheceu essa realidade, e a partir do momento que passou uma temporada no sul dos Estados Unidos, convivendo com a música daquela nação, passou a compreender o Blues de uma outra maneira. Consequentemente o Blues e o Rock, duas das vertentes que influenciaram o músico, se unem, trazendo o chamado ‘modern blues’ (estilo em falta no país e no estado de São Paulo), dando então vida ao projeto apresentado ao governo do estado de São Paulo. Mais informações nesta página.