Fifo, ao centro, durante vistoria de obras na atual administração (Divulgação/Arquivo)
publicidade
Fifo, ao centro, durante vistoria de obras na atual administração (Divulgação/Arquivo)
Fifo, ao centro, durante vistoria de obras na atual administração (Divulgação/Arquivo)

O secretário municipal de Serviços Públicos, Adolfo Santa Lucia Júnior, o Fifo, foi exonerado do quadro de funcionários comissionados da Prefeitura.

A decisão foi assinada pelo prefeito José Natalino Paganini (PSDB) na terça (1), mas a portaria só foi publicada na edição desta sexta-feira (4) do Jornal Oficial de Itapira. A publicação diz que a saída ocorreu a pedido do servidor, que já era aposentado desde fevereiro de 2014 de seu cargo original, ocupado mediante concurso público.

Fifo, que trabalhou quase 35 anos na administração municipal, era tido como um dos nomes mais fortes do primeiro escalão do secretariado municipal. Durante toda sua vida pública também esteve fortemente ligado ao deputado estadual José Antônio Barros Munhoz (PSDB), que foi prefeito de Itapira por três mandatos e hoje lidera o grupo político que governa a cidade.

O agora ex-scretário não foi encontrado pela reportagem para comentar sua saída. A Prefeitura também não respondeu aos questionamentos e, até o momento, não anunciou quem passará a comandar a Secretaria de Serviços Públicos. No fim de novembro, o MP (Ministério Público) instaurou um inquérito civil para apurar denúncias de irregularidades na pasta comandada por Fifo.

O objetivo do promotor Jandir Moura Torres Neto é investigar a suposta utilização de máquinas da Prefeitura e servidores públicos em obras particulares durante finais de semana. Apesar disso, a possível relação entre a abertura do inquérito e a saída de Fifo não é confirmada, até pelo fato de que, conforme apurado, há pelo menos duas semanas o servidor já estava afastado de sua rotina de trabalho devido a motivos particulares.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui