Publicidade - Anuncie aqui também!
Olga Serra encabeça movimento em prol da arte moderna e contemporânea (PortalMegaphone)
Olga Serra encabeça movimento em prol da arte moderna e contemporânea (PortalMegaphone)
Publicidade - Anuncie aqui

do Portal Megaphone

Uma reunião agendada para a próxima quarta-feira, 19, deverá nortear os próximos passos dos organizadores e participantes do 2º Movimento de Arte Moderna de Itapira.

O encontro será abrigado a partir das 19h30 na sede do Circolo Ítalo-Brasiliano ‘XV di Novembro’, na Praça Bernardino de Campos.

A proposta, segundo a artista plástica Olga Serra, a Doda, que encabeça o movimento, é reunir todos os interessados em participar da 10ª Mostra de Arte Contemporânea, com abertura agendada para o dia 17 de maio, no mesmo local. “Queremos reunir todos os artistas modernistas e contemporâneos, além de representantes de escolas e empresas que queiram participar da exposição e da abertura da Mostra”, explicou Doda.

De acordo com ela, uma das deliberações deverá ser em torno das dimensões das obras que irão ser expostas. “Ainda não sabemos se poderemos utilizar a parte superior do prédio, que está em reformas. Mesmo assim, precisamos limitar o tamanho das obras, já que hoje a Mostra acontece em um espaço fechado, e não mais ao ar livre, como antigamente, quando tínhamos obras com mais de cinco metros de comprimento, por exemplo”, disse.

Doda destacou que espera a presença de todos os convidados e outros interessados no assunto, como forma de “fazer acontecer” o evento que foi retomado no ano passado. “Não podemos perder esse pique”.

Segundo ela, a exposição é direcionada aos artistas modernos e contemporâneos, enquanto que a abertura pode reunir diversas outras linguagens artísticas. “A abertura tem essa flexibilidade, de agregar mais coisas, até o que foge ao moderno e contemporâneo”, frisou. A estimativa é de que o evento, em maio, tenha duração de dez dias.

Doda reforçou o apelo já feito após a edição de 2013, de que os jovens participem do evento. “Espero esse interesse, queremos atrair gente jovem”, concluiu. No ano passado, a abertura e a exposição reuniram diversas expressões, como pintura, fotografia, dança, artes visuais, teatro e música, além de instalações, esculturas, intervenções e projetos elaborados especialmente para compor a mostra.