Souza não dirige mais a GCM
Publicidade - Anuncie aqui também!
Souza não dirige mais a GCM
Souza não dirige mais a GCM
Publicidade - Anuncie aqui

Desde a noite de sexta-feira, o policial militar aposentado Cícero Firmino de Souza não ocupa mais o cargo de comandante da GCM (Guarda Civil Municipal). Às 22h00, ele foi exonerado pelo prefeito José Natalino Paganini (PSDB), em decisão diretamente ligada ao movimento grevista de parte dos servidores municipais.

Até a tarde do mesmo dia, a GCM computava a maior adesão à paralisação proposta pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itapira, com apenas 30% do efetivo em atividade. Contudo, uma liminar da Justiça determinou que 70% da tropa retomasse o trabalho, sob pena de multa de R$ 10 mil/dia ao Sindicato. O motivo da exoneração, segundo o próprio prefeito, foi o não cumprimento de Souza à determinação de comunicar a corporação sobre a decisão judicial durante a troca de turno daquele dia, às 19h00.

Na manhã deste sábado, Paganini declarou que Souza teria sido “omisso”, já que no momento que deveria estar frente aos guardas, apenas telefonou ao prefeito para informar que a presidente do Sindicato, Cristina Helena da Silva Gomes, estava na sede da GCM fazendo a comunicação aos guardas sobre a liminar. “O que levou (à decisão) foi a omissão de uma determinada responsabilidade que foi passada a ele (Souza) ontem (sexta-feira) às 17h00, que foi quando eu recebi a liminar. Eu determinei a ele que comunicasse as duas equipes durante a troca de turno. Para minha surpresa, quando deu o horário, recebi uma ligação do Souza dizendo que a presidente do Sindicato estava na sede da GCM fazendo o comunicado aos guardas sobre a liminar, foi quando eu perguntei ao diretor o porquê dele não estar lá também. A partir desse momento eu tomei a rédea da situação, fui à sede e tomei as providências perante a presença da Cristina”, disse o prefeito.

Souza assumiu a função em janeiro, depois da exoneração do então secretário municipal de Defesa Social e comandante da corporação, coronel Vanderlei Manoel de Oliveira. Sua saída representa a quarta baixa no governo ‘União por Itapira’. De acordo com Paganini, 100% do efetivo da GCM está em operação neste sábado. Enquanto um novo diretor não é nomeado, o próprio prefeito responde pelo comando da corporação.

Segundo apurado pelo Itapira News, a troca de comando era um dos desejos dos guardas grevistas. Pelo Facebook, a Cristina classificou a exoneração de Souza como sendo a “primeira vitória da greve”. ‘”Vitória da Guarda, comandante Souza acaba de ser exonerado. Agora só falta o prefeito devolver o que havíamos conquistado há anos, o cargo de diretor aos servidores de carreira e não a apadrinhados políticos”, escreveu na noite de sexta. A reportagem tentou obter um posicionamento de Souza, mas as ligações não foram completadas até o fechamento desta matéria.

Publicidade - Anuncie aqui